Sobral – 300×100
Seet

Bancários do TO entram em greve e reivindicam aumento de mais de 14%

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Os bancários recusaram aumento de 6,5% e deflagraram greve

Os bancários do Tocantins decidiram entrar em greve a partir desta terça-feira (06/09) por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em assembleia realizada no dia 01 de agosto. Na ocasião, a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos de 6,5% de aumento salarial e R$ 3 mil de abono foi recusada por unanimidade pelos bancários.

A greve dos bancários é nacional e no início desta terça, 06, pelo menos 17 estados e o Distrito Federal tinham agências fechadas. O Sindicato dos Bancários do Tocantins (SINTEC-TO) informou que 30% do serviço será mantido no Estado, conforme estabelece a legislação. Os bancários devem manter os caixas eletrônicos funcionando e garantir que os depósitos sejam recolhidos, por exemplo.

Reivindicações

Neste ano a categoria reivindica reajuste salarial de 14,78%, que representa o INPC projetado de 9,31% mais 5% de aumento real. Reivindica também auxílio alimentação, participação nos Lucros ou Resultados (PLR) equivalente a 15% do lucro líquido do exercício de 2016, mais saúde e segurança, combate ao assédio moral, isonomia nos bancos públicos dentre outras.

Atendimento

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lembra que os clientes podem utilizar os caixas eletrônicos para agendamento e pagamento de contas (desde que não vencidas), saques, depósitos, emissão de folhas de cheques, transferências e saques de benefícios sociais.

Nos correspondentes bancários (postos dos Correios, casas lotéricas e supermercados), é possível também pagar contas e faturas de concessionárias de serviços públicos, sacar dinheiro e benefícios e fazer depósitos, entre outros serviços.

Comentários pelo Facebook: