Seet
Sobral – 300×100

Banda do Exército toca hits como ‘Meu violão e o nosso cachorro’ e ‘Hoje eu tô terrível’ em Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Fotos: Luís Hernandes
A banda tocou a música "Hoje eu tô terrível" de Cristiano Araújo.

A banda do Exército já tocou várias músicas descontraídas para o público araguainense durante sua passagem pela cidade.  Na Praça das Bandeiras, o público se animou ao som da música “Meu violão e o nosso cachorro”, das cantoras Maiara e Maraisa, na última quarta-feira (13/04). Nas redes sociais, o repertório escolhido pelos militares dividiu comentários, muitos elogiando e alguns criticando.

Com instrumentos e um regente, a banda chamou a atenção de muitas pessoas que passavam pelo local. Em um vídeo na internet, vários internautas parabenizaram. “Muito bonito. Essa é a nossa cultura local”, disse Maurineia Borges. “Que massa!”, acrescentou Fernanda Martins.

Mas há quem desaprovou o gosto musical. “Caramba o país está perdido mesmo. Os caras tão tocando o que mesmo? Violão e um cachorro? É a banda do Exército mesmo?”, questionou Márcio Alberth. No entanto, Willian Sousa respondeu: “Se tocasse um Dobrado duvido se muitos iriam conhecer”.

Nesta quinta (14/04) a banda do Exército visitou também o Colégio da Polícia Militar, onde tocou clássico internacionais e sertanejo universitário como “Hoje eu tô terrível”, do cantor Cristiano Araújo, falecido em junho de 2015 em acidente de carro em Goiás quando retornava de um show. A banda também arrancou aplausos dos alunos e de inúmeras pessoas que pararam para assistir a apresentação.

Ação em Araguaína

O Exército está em Araguaína desde a última quarta-feira (13/04) para ajudar no combate combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika vírus e Chikungunya. A ação acontece através de uma parceria da Prefeitura Municipal com os batalhões de infantaria 50-Bis, de Imperatriz, e 23ª Brigada de Infantaria de Selva, de Marabá (PA). Esta sexta-feira (15/04) é o último dia do Exército na cidade.

A ação estava prevista para acontecer através de visitas a residências localizadas nas áreas prioritárias do município, são os setores onde foram encontrados o maior número de focos do mosquito.

Veja o vídeo

Comentários pelo Facebook: