Cabos eleitorais de Bolsonaro e Lula podem compor o mesmo palanque no Estado

Agnaldo Araujo - - 685 views
Foto: Divulgação
O fato pode ocorrer nas eleições desse ano

Uma situação inusitada pode ocorrer no Estado do Tocantins nas próximas eleições: cabos eleitorais de Jair Bolsonaro (PSC) e Lula (PT) no mesmo palanque. Isso acontece pelo fato do ex-deputado estadual Sargento Aragão, que deve disputar uma vaga na Assembleia Legislativa (AL), ser do Patriota, partido que até então acomodaria o deputado federal do Rio de Janeiro. Em suas redes sociais e até mesmo na sede do partido em Palmas, Aragão já deixou claro que apoiará Bolsonaro.

Já o Partido do Trabalhadores no Estado possui certa pretensão de apoiar a senadora Kátia Abreu (Sem partido), em sua caminhada rumo ao Palácio Araguaia. Por ter ido contra o impeachment de Dilma Rousseff, a parlamentar tocantinense – hoje – é bem vista pela sigla nacionalmente. Se o PT definir seu apoio à Kátia no Estado, automaticamente ficaria estabelecido o apoio dela à possível candidatura de Lula.

A relação entre Kátia e Aragão se dá pelo fato de, atualmente, o militar tocantinense estar lotado no Gabinete da senadora com salário bruto de R$ 6.160,95. Tais arestas devem ser ajustadas futuramente, mas esse fator inusitado já pode ser considerado uma possibilidade no Estado.

Entretanto muita coisa ainda precisa ser definida. Uma delas é o julgamento de Lula no TRF4 no próximo dia 24 de janeiro, que pode torná-lo inelegível. O outro é a confirmação da filiação de Bolsonaro ao Patriota. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, em uma publicação do mês passado, o parlamentar mesmo tendo feito compromisso de filiação no partido, já teria recuado dessa decisão. Ainda de acordo com as informações do jornal, ele estaria dialogando no momento com o PSL/Livres e o PR.

Comentários pelo Facebook: