Seet
Sobral – 300×100

Câmara requer informações sobre serviços prestados pelo IBGH na gestão da UPA e Hospital Municipal

Mara Santos - |
Foto: Divulgação
Vereador afirma que gestora recebe mais que a antecessora e reduziu o número de atendimentos

A Câmara de Vereadores de Araguaína aprovou, por unanimidade, na sessão desta segunda-feira (09/05), o requerimento do vereador Geraldo Silva que solicita ao Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH) informações acerca dos serviços prestados pelo instituto na gestão do Hospital Municipal e Unidade de Pronto Atendimento Anatólio Dias Carneiro (UPA 24h).

O requerimento, direcionado ao secretário municipal de saúde, Jean Coutinho, pede que ele interfira junto ao IBGH no sentido de enviar informações referentes aos servidores (relação nominal com seus respectivos salários), dos atendimentos realizados desde o início da gestão até a presente data, informativo descritivo das cirurgias eletivas e quando serão realizadas, informativo descritivo das cirurgias oftalmológicas e quando serão realizadas, valores investidos em cada uma das duas unidades geridas pelo IBGH.

O vereador explicou que as informações se fazem necessárias pois a taxa de administração do IBGH, no valor de R$ 401,6 mil, é 74% superior à cobrada pela sua antecessora, a Pró-Saúde, no entanto, o número de atendimentos teria sofrido redução. “O IBGH até agora não mostrou a que veio. Diminuiu o número de atendimentos, de cirurgias eletivas e oftalmológicas. Por outro lado, os repasses são maiores do que era repassado à Pró-Saúde, mas o serviço está aquém”, comentou.

O IBGH assumiu a gestão das unidades araguainenses em novembro de 2015, com um contrato de R$55 milhões pelo período de dois anos. Segundo o contrato, o valor a ser repassado mensalmente pelo município ao IBGH  é de R$ 2,3 milhões. São R$ 933.228,58 pela gerência da UPA e R$ 1.375.241,76, pelo Hospital Municipal e Ambulatório de Especialidades.

Comentários pelo Facebook: