Campanha de Márlon Reis arrecadou apenas 0,4% da meta e foca nas redes sociais

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Ex-juiz Márlon Reis, idealizador da Ficha Limpa

A eleição suplementar para governador do Tocantins será no próximo domingo (3) e os candidatos já estão finalizando as agendas e acertando os últimos detalhes para o tão esperado dia.

Com poucos recursos financeiros e uma campanha relâmpago, o ex-juiz Márlon Reis (Rede) apostou nas redes sociais e concentrou suas forças nas maiores cidades, em busca do eleitor consciente.

O idealizador da Lei da Ficha Limpa lançou uma campanha pela internet com o objetivo de arrecadar R$ 800 mil através de doações dos eleitores, mas a meta ficou longe de ser atingida.

A campanha arrecadou apenas R$ 3.304 – o que representa 0,4% do objetivo final. A página na internet ainda está disponível para doações.

A campanha de arrecadação expõe um pouco do vasto currículo Márlon Reis e destaca algumas propostas do plano de governo. Ressalta que o grupo é uma “rede do bem, preocupada com o futuro e com o desenvolvimento do Tocantins”.

Na postagem, Márlon deixa claro que não aceita financiamento de empresas privadas e nem proveniente de caixa 2 ou de atos de corrupção.

O valor de R$ 800 mil era necessário para cumprir o planejamento da campanha, de acordo com a postagem.

A ELEIÇÃO

A eleição suplementar será no dia 3 de junho, domingo, nos 139 municípios do Tocantins. Sete chapas foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Disputam o governo Carlos Amastha (PSB), Kátia Abreu (PDT), Vicentinho Alves (PR), Mauro Carlesse (PHS), Marcos Souza (PRTB), Márlon Reis (Rede) e Mário Lúcio Avelar (PSOL).

LEIA MAIS…

De Araguaína, vereador Carlos Silva declara apoio voluntário a Márlon Reis

Comentários pelo Facebook: