Seet
Sobral – 300×100

Capixaba propõe audiência para discutir casos de microcefalia em Araguaína

Redação AF -

Nos últimos dias um assunto de saúde pública dominou os noticiários de Araguaína (TO) e nacionais: a microcefalia, uma doença  em bebês que nascem com uma anormalidade no cérebro, cuja circunferência deste órgão fica  abaixo de 33 cm.

Até agora, pouco se sabe sobre essa doença, mas infectologistas adiantam que a microcefalia é causada  provavelmente pelo mosquito Aedes aegypti , através do vírus conhecido como Zica vírus.

Preocupado com essa situação em Araguaína, onde 12 casos já foram confirmados, o vereador Batista Capixaba apresentou requerimento na Câmara solicitando, com urgência, a realização de  uma audiência pública  para discutir o assunto com mais transparência e responsabilidade com autoridades públicas e a sociedade, que  está assustada e preocupada com os casos da doenças já registrados no Município. “O que mais nos preocupa é que não se vê nenhuma ação efetiva para esclarecer essa doença”, denuncia Batista.

Para essa Audiência Pública, o vereador quer a presença dos secretários de saúde do Estado e do Município, Samuel Bonilha e Jean Coutinho, respectivamente, além  de representantes do CCZ, da Defensoria Pública, Agentes de Endemias e de Saúde.

O Tocantins já aparece em 9º lugar no ranking de casos da doença. Só em Araguaína, segundo a Secretaria Estadual da Saúde, já foram confirmados 12 casos de microcefalia em bebês nascidos no Município. Para Batista esses números assustam. Essa quantidade de casos em Araguaína deixa a sociedade apavorada. Até agora ninguém apareceu para esclarecer alguma coisa. Devido a isso, propus essa audiência pública, onde vamos discutir com mais profundidade esse assunto”, disse.

Comentários pelo Facebook: