Carlesse não comparece ao TRE para registrar candidatura e advogado faz protocolo

Redação AF - |
Advogado Juvenal Klayber protocolou documento no TRE-TO

O pedido de registro da chapa do governador interino Mauro Carlesse (PHS) foi o último a ser protocolado no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins na noite desta segunda-feira (23).

Carlesse não compareceu devido a um acidente doméstico com a filha de 3 anos, que fraturou o braço, e o protocolo dos documentos foi feito somente pelo advogado da coligação, Juvenal Klayber.

Carlesse (PHS) terá o deputado estadual Wanderlei Barbosa, do mesmo partido, como candidato a vice-governador na eleição suplementar de 3 de junho. O nome mais cotado era o do vereador de Araguaína Soldado Alcivan (PP) e foi inclusive referendado por 12 entidades militares da PM-TO.

Segundo fontes, houve o entendimento de que Araguaína já está bem representada com vários candidatos em outras chapas, a exemplo do vereador Divino Bethânia Júnior – vice do senador Vicentinho Alves (PR), Célio Moura – vice de Carlos Amastha (PSB), e professor Mayst Maia – vice de Mário Lúcio Avelar (PSOL).

Por outro lado, Palmas estaria sem representante. Em razão disso, teria havido um consenso em torno do nome de Wanderlei Barbosa depois de muitas discussões.

A coligação é formada pelo PHS, PRB, PPS, PP e DEM. Segundo os aliados, o lema da campanha será ‘Um governo de atitude’ e que governa para as pessoas, o Tocantins sempre em primeiro lugar.

Comentários pelo Facebook: