Carlesse retomará programas e fixa meta de reduzir em 30% custo do funcionalismo

Agnaldo Araujo - | - 962 views
Foto: Divulgação
Momento em que a notificação era entregue para Carlesse

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Carlesse (PHS) foi notificado pelo TRE-TO na manhã desta quinta-feira para reassumir interinamente o Governo do Tocantins em razão do novo afastamento do governador cassado Marcelo Miranda (MDB) e da vice Cláudia Lelis.

O governador interino se reunirá com o secretariado às 14h30, na sala de reuniões do Palácio Araguaia, para discutir as primeiras diretrizes para esse reinício de Governo.

Mauro Carlesse anunciou que dará continuidade às ações já iniciadas, priorizando a estabilidade administrativa do Estado, afetada com a alternância de poder.

Vamos voltar a trabalhar firme na saúde, segurança pública, infraestrutura e outras áreas. Agora também já temos condições de lançar outros projetos para alavancar o Estado”, disse.

Entre as ações que Carlesse pretende dar continuidade estão o programa ‘Opera Tocantins’, a ‘Força-tarefa de segurança pública’ e o ‘SOS Estradas’, além das iniciativas que possibilitam o retorno do pagamento dos servidores para o quinto dia útil do mês. Carlesse também abriu as portas do Palácio Araguaia para os prefeitos e lideranças do interior. “Nossa ação municipalista vai continuar. Vamos resolver os problemas a partir dos municípios e ouvindo nossos gestores”, disse.

Mauro Carlesse também destacou a necessidade de reenquadramento do Estado à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Uma das medidas já iniciadas é o enxugamento da folha de pagamento de servidores.

Precisamos reduzir em pelo menos 30% o custo da folha. Mas isto não significa demissões em massa, pois vamos realizar um estudo aprofundado da situação e depois tomar as medidas necessárias”, afirmou.

Eleições

Indagado sobre sua participação na eleição suplementar, Mauro Carlesse não descartou sua candidatura, desde que a mesma não prejudique o Estado.

Vamos trabalhar. Estou preparado para ser candidato, mas deixo claro que não colocarei a vaidade pessoal acima dos interesses da população, ao contrário de alguns postulantes ao cargo de governador, que agem sem pensar que o melhor para o Tocantins é a segurança jurídica e administrativa”, ponderou Carlesse.

Veja mais

Convenções partidárias serão neste fim de semana; TRE mantém novas eleições para 3 de junho

Comentários pelo Facebook: