Seet
Sobral – 300×100

Casal leva o próprio filho de 11 anos para dormir com estuprador preso em cadeia

Redação - |
Foto: Reprodução Internet
Imagem ilustrativa

Sem camisa e escondido embaixo da cama do detento José Ribamar Pereira Lima, um pedófilo preso desde 2015 por estupro a uma menor de 14 anos.

Foto: Divulgação UOL Notícias
Garoto foi encontrado embaixo da cama do estuprador preso

Era assim que um garoto de 11 anos estava numa cela da Colônia Agrícola Major César de Oliveira, localizada no município de Altos (região metropolitana de Teresina – Piauí).

A criança foi levada ao presídio pelos próprios pais, que admitiram posteriormente à polícia que o deixaram para dormir com o detento. Eles são amigos de José Ribamar e disseram que voltariam no dia seguinte para buscar seu filho.

No entanto, ainda no início da noite, agentes penitenciários impediram o pior. Sob a suspeita de que um dos visitantes não havia saído do prédio, alguns deles vasculharam todo o prédio.

A suspeita foi confirmada e o visitante que não havia saído era o garoto de 11 anos, encontrado embaixo da cama de José Ribamar. Ele foi tirado da cela antes de haver conjunção carnal, mas suas partes íntimas já haviam sido tocadas conforme relatou a criança aos agentes penitenciários.

“Não houve conjunção carnal porque os agentes penitenciários chegaram a tempo e evitaram o pior. Há suspeita muito forte de que essa criança foi levada para ser violentada durante a noite. É um caso estarrecedor”, conta o vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí, Kleiton Holanda.

Quando os pais voltaram para buscar a criança, no horário de visitas, foram surpreendidos com uma ordem de prisão e foram levados para a Central de Flagrantes de Teresina, onde eles prestaram depoimento e foram liberados. A criança está com os pais. O caso está sendo investigado pela Central de Flagrantes de Teresina.

SEM AUTORIZAÇÃO JUDICIAL

Para o Sindicato dos Agentes Penitenciários, o caso é uma aberração de crime contra vulneráveis, pois não havia uma autorização judicial que permitisse a entrada do menor no presídio e ele ainda foi levado pelos próprios pais.

Conforme a Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania, o preso foi colocado numa cela do setor de triagem e está isolado. A Secretaria informou ainda que a criança foi submetida a um exame de corpo de delito e de conjunção carnal do Instituto Médico Legal de Teresina que constatou que ela não foi violentada.

(As informações são do UOL Notícias)

Comentários pelo Facebook: