Seet
Sobral – 300×100

Centro de Reabilitação de Araguaína será inaugurado este ano como referência para a Região Norte do país

Agnaldo Araujo -
Fotos: Marcos Filho
O Centro de Reabilitação deve ser entregue ainda este ano

O Centro Especializado em Reabilitação (CER) de Araguaína já conta com 84% das obras concluídas. O principal objetivo do espaço é a habilitação e reabilitação de pessoas com deficiências auditiva, física, intelectual e visual.

O prefeito Ronaldo Dimas visitou o centro na tarde desta terça-feira (13) e garantiu que o CER será entregue à comunidade ainda este ano. Segundo o gestor, o local será referência para toda a Região Norte do Brasil. “O centro irá possibilitar que pacientes tenham assistência médica e de reabilitação de excelência e gratuita. Será um mini hospital Sarah Kubitschek”, considerou.

Obra

A obra foi aprovada pela equipe técnica do Ministério da Saúde (MS), que realizou visita em março deste ano. O projeto de Araguaína segue dentro dos padrões estipulados pelo MS, que segue o projeto original usado em outros CERs do Brasil.

Nesta fase da obra, estão sendo concluídos os serviços de pintura, instalações elétricas, pavimentação no estacionamento e esquadrias (portas e janelas). Toda a fundação foi construída com pilares de sustentação e paredes com cobertura em laje. O piso é de cerâmica (porcelanato) e revestimento e já foi concluído.

Atendimento

O centro está sendo construído próximo aos residenciais Lago Azul e Cidade Nova. Terá capacidade para atender aproximadamente 100 pacientes por dia, de Araguaína e municípios circunvizinhos que fazem parte da região Médio Norte.

A unidade terá 32 consultórios com atendimentos de ortopedia, neurologia, oftalmológico; 23 salas de atendimento individualizado; box de terapias (eletroterapia), ginásio, fraldário adulto e infantil; copa/refeitório e laboratório de prótese ocular que será construído na fase final do projeto.

O CER é a primeira etapa para implantação do Centro de Reabilitação e Readaptação (CRER) de Araguaína. Os recursos na ordem de aproximadamente R$ 5 milhões são oriundos de emenda parlamentar da senadora Kátia Abreu (PMDB).

Comentários pelo Facebook: