Seet
Sobral – 300×100

PMs armados com fuzis ‘invadem’ gabinete de delegado que investiga militares por tráfico de drogas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
PMs saindo da delegacia

Márcia Costa//AF Notícias

Um grupo de aproximadamente 20 policiais militares armados com fuzis ‘invadiram’ a 2ª Delegacia de Polícia de Paraíso do Tocantins, na tarde desta quinta-feira (20), para supostamente intimidar o delegado responsável pela investigação de dois militares presos por possível envolvimento com tráfico de drogas. O delegado Cassiano Ribeiro Oyama, gravou um vídeo do momento em que os PMs estavam saindo da delegacia em várias viaturas.

A ‘visita’ dos policiais militares ocorreu após a Polícia Civil prender dois PMs em cumprimento de mandados judiciais na última quarta-feira (19), durante a operação “Frutos Podres”, em Paraíso do Tocantins. Os policiais são suspeitos de repassar drogas e armas apreendidas em troca de informações e dinheiro.

Ainda durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual apreenderam drogas, como cocaína, maconha e crack, além de dinheiro falso na casa e na sala onde trabalham os policiais suspeitos.

Em áudios divulgados nas redes sociais, o delegado contou como os militares, juntamente com o subcomandante do 8º Batalhão, “invadiram” seu gabinete. Ele disse que se sentiu coagido. “Minha delegacia foi invadida por cerca de 20 policiais militares armados com fuzil […] perguntei: ‘porque você invadiu a minha sala?’ Ele disse: ‘você invadiu meu batalhão’“, diz em trecho do áudio.

“Exigiram que eu recebesse um ofício assinado por ele [subcomandante] de que não iria apresentar os policiais que eu tinha intimado [..] porque não era o tempo hábil para compor a escala. Me intimidaram, determinei que o tenente que estava ao lado dele com um fuzil saísse da minha sala, mas ele disse que não recebia ordem de delegado, só do capitão”, diz o delegado no áudio.

“Espero que desta vez a cúpula tome uma atitude, porque a Polícia Civil, por cordialidade e entendendo que foi uma devassa e tinha que acontecer, calou-se, agora chega”, finalizou.

Um dos policiais preso é chefe do Núcleo de Inteligência da PM de Paraíso, a chamada PM2, que não usa fardas. O outro sargento é integrante desse mesmo setor. Os nomes dos dois PMs não foram divulgados.

Veja o vídeo

Comentários pelo Facebook: