Seet
Sobral – 300×100

Halum antecipa voto “sim” ao impeachment de Dilma devido graves denúncias

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Halum votará "sim" ao impeachment

O deputado federal tocantinense César Halum (PRB) antecipou que votará “sim” ao impeachment da presidente Dilma Roussef (PT). Entre os “tantos motivos”, o parlamentar apontou as sucessivas e graves denúncias de corrupção envolvendo o governo, a dificuldade da presidente de formular um projeto político e econômico capaz de conter a crise instalada e restaurar a confiança dos brasileiros no futuro do país.

Para Halum, o veto da presidente à Auditoria da Dívida Púbica foi a gota d´agua para demonstrar a falta de transparência do seu Governo e de suas ações. “A começar pelos próprios beneficiários desta dívida, cujos nomes são considerados como sigilosos, apesar de se tratar de recursos públicos”, disse.

O parlamentar afirmou que existe uma caixa preta em torno do tema que deveria esclarecer por exemplo a real necessidade das altíssimas taxas de juros, a origem do endividamento atual desde o Regime Militar, os contratos de endividamento externo e os valores devidos externamente pelo setor privado assumidos pelo setor público.

Na última quarta-feira, 16 de março, o Partido Republicano Brasileiro – PRB se desligou da base da presidente Dilma Rousseff. Nesta terça-feira, 22, em reunião, a sigla liberou todos os parlamentares a tomarem individualmente a decisão a respeito do processo de impeachment que deve ir a plenário nas próximas semanas.

“Diferente do atual Governo, em toda minha vida pública, fui um homem de posição partidária, respeitando opiniões adversas e fazendo um debate justo e limpo, sempre em favor do país. O Brasil não passa por bons momentos, de longe esse seria o melhor caminho para os nossos problemas, mas uso essa minha decisão como uma esperança de dias melhores. Que Deus abençoe a nossa Nação”, finalizou Halum.

Comentários pelo Facebook: