Seet
Sobral – 300×100

Cliente fica revoltado após ter saque negado em agência da Caixa Econômica de Araguaína

Mara Santos - |
Foto: Divulgação
Caixa se negou a efetuar saque para cliente.

Da Redação //AF Notícias

Um cliente ficou revoltado e fez um desabafo nas redes sociais após ter um saque negado dentro da agência da Caixa Econômica Federal (CEF), localizada na Avenida Filadélfia, em Araguaína (TO). O fato aconteceu com o advogado Miguel Vinícius Santos nesta quinta-feira (03/03). Ele relatou que teve a transação negada apenas por não estar na agência-domicílio de sua conta.

Mesmo munido de documentos pessoais e dados da conta, o cliente alega que não conseguiu sacar a quantia que precisava. Em seu perfil numa rede social, ele disse que foi encaminhado ao gerente da agência, que justificou que o valor desejado precisaria ter o saque pré-agendado. Ao solicitar um valor menor e explicar a urgência do caso, ouviu do gerente que apenas na agência de origem de sua conta o saque poderia ser feito.

“Ora, sou cliente do banco ou da agência? Agora imaginem se eu fosse de outro estado. Teria que ir à agência onde minha conta está vinculada para sacar dinheiro na ‘boca do caixa’ ou esperar o dia seguinte para tirar mais dinheiro no caixa eletrônico ou lotérica?”, questionou.

O cliente do banco ainda reclamou do atendimento que recebeu e disse que os funcionários se negaram a prestar o serviço “sem muitas explicações e com pouca boa vontade”, inclusive do gerente da agência. Miguel relatou ainda que, posteriormente, ligou na agência para saber o nome completo do gerente, mas este teria se recusado a informar.

Procon

A responsável pelo Procon em Araguaína,  Karoline Martins Guetner Vinhal,  informou que o saque deveria ter sido efetuado. Ela afirma que o cliente pode abrir uma reclamação contra o banco e ressalta que qualquer cliente que se sinta lesado diante de situações semelhantes pode acionar o Procon e solicitar a presença de fiscais no local da ocorrência.

O AF Notícias solicitou um posicionamento do banco, mas não obteve retorno até o fechamento da matéria.

Comentários pelo Facebook: