Sobral – 300×100
Seet

‘Cliente não chega nem a pé no meu comércio’, lamenta empresário de Araguaína

Redação - |
Foto: Divulgação
Principal avenida do setor, Wanderson de Araújo

Nos últimos meses, Giovane Braga viu o movimento de seu comércio despencar 50% e desta vez o motivo não é a crise econômica que afeta o Brasil. A grande vilã do empresário é a infraestrutura do setor Ana Maria, onde seu negócio está instalado.

Conforme Giovane, sem asfalto, o setor araguainense está intrafegável devido a grande quantidade de terra nas ruas. Quando chove, há locais onde se formam imensos atoleiros, como é o caso da Avenida Wanderson de Araújo.

“Eu tenho um mercadinho aqui na porta de casa, bem em frente a esse atoleiro.  Pela manhã, ao meio dia e à tarde quando o pessoal volta para casa do trabalho seria o horário de maior movimentação aqui. Mas, eles não estão passando mais”, lamenta Giovane.

O morador ressalta ainda que este local, onde está um grande atoleiro, é a principal rua do setor, uma avenida de pista dupla, que liga o Ana Maria aos setores Patrocínio e Morada do Sol.

Indignado, o comerciante cobra uma solução efetiva da Prefeitura de Araguaína. Giovane mora há 12 anos no Ana Maria e diz que sempre foi assim.

Segundo ele, todas as gestões do município neste tempo, inclusive a atual, já prometeram resolver o problema, mas não cumpriram. “Não jogaram sequer uma pá de cascalho”, reclama o morador.

O AF Notícias entrou em contato com prefeitura para saber se é possível, ao menos, oferecer uma solução paliativa aos moradores do setor, mas até o fim da manhã desta quinta-feira (09) não obteve resposta.

 

Foto: Divulgação
Atoleiro em frente ao comércio de Giovane

 

Comentários pelo Facebook: