Coligação de Carlesse comenta operação e diz que Vicentinho tenta ganhar no ‘tapetão’

Redação AF - | - 914 views
Foto: Divulgação
Mauro Carlesse (esq.) e Vicentinho Alves (dir.)

A coligação Governo de Atitude, do candidato Mauro Carlesse, divulgou um comunicado sobre a operação da Polícia Federal nesta quinta-feira (14), que cumpre mandados no Palácio Araguaia e órgãos do Governo para investigar denúncia de crime eleitoral feita pela coligação de Vicentinho Alves (PR).

“Toda eleição é a mesma coisa. Candidato, ao saber que vai perder as eleições, apela para denúncias à Polícia, faz publicar ‘escândalos’ em jornais e revistas de circulação nacional. O tocantinense já está acostumado com todo esse teatro e dará a resposta nas urnas”, diz o comunicado.

Segundo a coligação de Carlesse, Vicentinho está “acostumado a ganhar mandato no tapetão“, referindo-se à eleição de 2010 quando conseguiu na justiça assumir a vaga de Marcelo Miranda no Senado Federal, “e tenta mais uma vez bagunçar o processo eleitoral com denúncias e ações na Justiça que prejudicam não ao governador interino, mas ao Estado do Tocantins e seus municípios”.

Como exemplo, a coligação cita a liminar obtida por Vicentinho na Justiça que impede o Governo do Estado de repassar recursos a mais de 70 municípios, e vai afetar a temporada de praia, já que o Estado não pode efetuar pagamentos dos convênios.

“Em virtude desta liminar, a expectativa dos municípios em aumentar suas receitas, o número de turistas, gerar empregos e renda para a população destas cidades está comprometida, pois o candidato Vicentinho Alves pensou somente em seu projeto de poder e não em o quanto está prejudicando a todos os tocantinenses”, critica a coligação.

A coligação destacou que esses convênios para a temporada de praia são celebrados todos os anos neste período, e em 2018, são as eleições que estão ocorrendo fora do calendário normal.

O comunicado diz que o governador Mauro Carlesse segue tranquilo, pois desde que assumiu o Governo do Estado vem trabalhando fazendo os ajustes necessários para que a administração cumpra seus compromissos e coloque gestão para funcionar com eficiência, visando o bem-estar da população tocantinense, que tanto já sofreu com a crise dos últimos anos.

“Carlesse apoia toda e qualquer investigação e determinou que seus auxiliares prestem todas as informações solicitadas”, finaliza a coligação.

Comentários pelo Facebook: