Com aumento exorbitante, arrecadação de IPTU em Palmas supera em 650% a de Araguaína

Redação AF - | - 631 views
Foto: Divulgação

As duas maiores cidades do Tocantins, Palmas e Araguaína, apresentam diferenças gigantes em relação à arrecadação do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), quando comparados os valores dos últimos quatros anos.

Embora Araguaína seja reconhecida como a Capital Econômica do Estado, a soma da arrecadação dos anos de 2014 a 2017 corresponde somente a 57% do que Palmas arrecadou apenas no ano passado. Uma das razões para essa enorme disparidade é que em Palmas houve uma elevação estratosférica na Planta Genérica de Valores utilizada para calcular o valor venal dos imóveis. Além disso, as alíquotas cobradas na Capital superam em até 1.000% os percentuais de Araguaína.

Há casos em que a alíquota saltou de 8% para 14%. Isso faz com que um imóvel localizado na Avenida Teotônio Segurado, em Palmas, avaliado em R$ 468 mil, pague quase R$ 50 mil de IPTU por ano com base numa alíquota de 10%.

Já em Araguaína, por exemplo, a alíquota máxima do IPTU é de 3% para lotes baldios, enquanto para imóveis edificados é de apenas 1%, e 2% para imóveis não edificados. Um imóvel edificado e avaliado no mesmo valor apurado na Capital, caso estivesse em Araguaína, pagaria R$ 4.680,00 de imposto anual – 10 vezes menos.

Conforme dados do Portal da Transparência, Palmas arrecadou só em 2017 mais de R$ 67,8 milhões de IPTU. A soma dos últimos quatro anos supera os R$ 255,3 milhões. Enquanto isso, Araguaína arrecadou apenas R$ 11,1 milhões no ano passado – quase 6 vezes menos que na Capital. (Veja tabela abaixo).

GERAÇÃO DE EMPREGOS

Aumento de impostos e geração de empregos são fatores que caminham em lados opostos.  Araguaína ficou na 36ª posição entre as cidades brasileiras que mais criaram vagas de empregos em 2017, com saldo positivo de 1.302 (diferença entre contratações e demissões). É a única do Tocantins entre as 50 cidades do ranking no Brasil, conforme dados divulgados pelo Ministério do Trabalho.

Já Palmas teve saldo de 384 postos de trabalho, atrás de cidades como Arraias (482 vagas) e Paraíso do Tocantins (419 vagas).

ARRECADAÇÃO DE IPTU

Ano Arrecadação de IPTU

PALMAS

Arrecadação de IPTU

ARAGUAÍNA

2014 R$ 67.287.680,37 R$ 6.576.503,09
2015 R$ 64.223.661,42 R$ 9.439.625,95
2016 R$ 56.018.066,83 R$ 11.126.300,70
2017 R$ 67.836.668,98 R$ 11.661.410,16
Soma R$ 255.366.077,60 R$ 38.803.839,90

VEJA MAIS…

Prefeitura de Palmas banca festas com dinheiro público enquanto aumento do IPTU chega a 300%

Comentários pelo Facebook: