Como crescer dentro da empresa? Veja as dicas do Master Coach Rodrigo Faria

Redação AF - |
Foto: Divulgação
É preciso, também, identificar os pontos fortes e de melhoria junto ao gestor direto​

Quem opta por seguir carreira dentro de uma empresa com certeza tem planos de crescimento profissional. Seja para ocupar cargos de mais responsabilidade e de maior remuneração, ou simplesmente adquirir novos conhecimentos, há formas eficientes e eficazes de alcançar essa meta.

O primeiro ponto, segundo explica o Master Coach Rodrigo Faria, é ter uma noção clara de qual posição o (a) trabalhador (a) pretende conquistar e, a partir daí, buscar o engajamento na missão, visão e valores da empresa. “Depois é preciso desenvolver as competências técnicas, organizacionais e comportamentais. Isto é fundamental para que o (a) profissional fortaleça sua identidade pessoal dentro do ambiente de trabalho”, explica Rodrigo.

Caminhos

A pessoa precisa abraçar a premissa da autorresponsabilidade para poder encarar as mudanças que estão por vir. Por isso o próximo passo é identificar, junto a seu gestor, pontos fortes e de melhoria no desempenho profissional. “As demandas dentro de uma organização são crescentes e o (a) trabalhador (a) precisará sustentar a alta performance que será exigida”, pontua o Master Coach.

Para alcançar esta posição, há seis segredos (ou caminhos) a serem executados:

1) Relacionamentos estáveis

2) Afastar-se do que não faz bem

3) Aceitar e reconhecer seus limites

4) Não perder tempo se lamentando

5) Escolher como querem ser tratados

6) Julgar menos

Mão dupla

Foto: Divulgação
Master Coach Rodrigo Faria

A Preparação é condição essencial para que qualquer profissional possa crescer dentro da empresa. Mas há também outra necessidade:  a Oportunidade. “A organização deve criar um ambiente para isso. Ela precisa deixar claro para seus colaboradores que há formas de evoluir na empresa e as diretrizes para isso”, lembra Faria.

O colaborador precisa de incentivos para poder gerir as quatro dimensões de energia – física, mental, espiritual e emocional – e ter o equilíbrio necessário para alcançar a produtividade. “Importante frisar que, quando há o desejo de crescimento por parte do (a) trabalhador (a), com certeza a empresa ganhará muito com isso também”.

Há um limite

Qual a diferença entre ser proativo e inconveniente? O crescimento a qualquer custo não é o caminho, adverte Rodrigo. “Antes de sair tomando atitudes, passe pelas fases do planejamento e estratégia. Direcione a energia certa para o local ideal, sempre respeitando o espaço dos demais colegas. É fundamental sair da zona de conforto, mas isso precisa acontecer de forma eficiente e honesta”.

Está dando certo?

Monitoramento e Controle. Essas são as palavras e a ações que vão poder mensurar se os esforços estão gerando resultados. “Aumento nas vendas, melhoria de processos, entrega de produtos e feedback dos gestores são ótimos indicadores de que você está no caminho certo”, pontua Rodrigo. (Singular Comunicação)

Comentários pelo Facebook: