Seet
Sobral – 300×100

Comunidade Vida Nova é ‘exemplo’, destaca gerente de ações sobre drogas

Agnaldo Araujo -
Foto: AF Notícias
A gerente de prevenção disse que a Comunidade é um exemplo a ser seguido no Estado

Márcia costa//AF Notícias

A Comunidade Terapêutica Vida Nova, em Araguaína, recebeu a visita do superintendente estadual de ações sobre drogas, José Américo Rosa, e da gerente de ações sobre drogas, Sandra Regina Saraiva, na última sexta-feira (06). Os representantes tinham o objetivo de conhecer o trabalho desenvolvido pela instituição acolhedora.

De acordo com a gerente de prevenção, a Comunidade Vida Nova é atualmente um belo exemplo a ser seguido por outras instituições do Estado devido aos projetos sociais desenvolvidos para reinserção dos acolhidos no mercado de trabalho. A Comunidade conta hoje com vários projetos sociais, além de uma horta que garante trabalho digno aos acolhidos e complementa numa alimentação saudável dentro da instituição.

Dentro da instituição também funciona uma escola, onde é desenvolvido o projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA), contando com professores, biblioteca e parcerias com instituições de ensino técnico.

Nosso objetivo é firmar um convênio entre a Comunidade e a Secretaria de Cidadania e Justiça para abrirmos um número maior de vagas para mais pessoas que sofrem com a dependência de álcool e outras drogas. Existe dentro dessa instituição um projeto de extensão que realmente funciona. Sabemos que muitos desses alunos não tiveram a chance de estudar e a comunidade está dando uma nova oportunidade”, disse Sandra Regina.

As aulas acontecem em parceria com o Colégio Estadual Francisco Máximo, por intermédio da Delegacia Regional de Ensino de Araguaína.

Para Rogério Moreira de Alencar, acolhido da Comunidade Terapêutica, a sala de aula é um recomeço de vida. “Eu gostava de estudar matemática, mas depois que comecei a fumar maconha, ainda na adolescência, perdi o interesse. A droga foi um atraso na minha vida e ficou pior quando vi os colegas de classe terminando os estudos. Isso fez com que eu ‘afundasse’ ainda mais”, disse.

Mas depois que encontrou a Comunidade, Rogério voltou a estudar e busca alcançar seus sonhos. “Hoje estou tendo a oportunidade de voltar a estudar aqui dentro. Estou tendo um verdadeiro recomeço de algo que perdi. Tenho sonhos e quero realizá-los”, finalizou.

Foto: AF Notícias
Acolhido lendo na biblioteca da instituição

Comentários pelo Facebook: