Sobral – 300×100
Seet

Contadora foi estuprada e ex-namorado ficou sempre armado durante sequestro

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A contadora passou cinco dias sem dar notícias

O ex-namorado da contadora Érika Vanessa Araújo, de 24 anos, esteve armado durante todo o sequestro e ainda praticou relações sexuais contra a sua vontade. A afirmação foi feita pela delegada regional de Colinas do Tocantins, Olodes Maria.

Antônio Vitor Morais Lacerda, de 31 anos, é acusado de sequestrar Érika, em Palmas, e levá-la para o Estado do Ceará, de onde só deu notícias após cinco dias dos desaparecimento diante da repercussão do caso. A jovem foi impedida de manter contato com familiares durante todo esse tempo.

Antônio foi preso e está recolhido na Casa de Prisão Provisória de Colinas. A contadora e ele viveram em união estável e tiveram duas filhas, sendo uma de 1 ano e nove meses e a outra de seis meses. O ex-companheiro de Érika não quis prestar depoimento à polícia e disse que só irá fazer declarações em juízo.

A união de Antônio e Érika foi bastante conturbada e ele não aceitou o fim do relacionamento. Conforme a delegada Olodes Maria, há pelo menos quatro registros de crimes praticados por ele contra a contadora.

Antônio já foi preso outra vez por descumprir medida protetiva. Após ser solto, ele voltou a procurar a contadora.

Entenda

Érika Vanessa desapareceu no último dia 28 de julho de Palmas, onde trabalha, e só voltou a dar notícias quando retornava do Ceará cinco dias depois na companhia do advogado do acusado. O principal suspeito do sequestro sempre foi o seu ex-namorado, Antônio.

Ele estava foragido, mas se entregou no último dia 06 de agosto em Colinas. Érika já prestou esclarecimentos à polícia, mas Antônio se recusa a dar depoimento para esclarecer o caso.

Leia mais…

Contadora foi sequestrada pelo ex-namorado e mantida em cárcere privado

Ex-namorado de contadora que foi sequestrada se entrega à polícia em Colinas

 

Comentários pelo Facebook: