Sobral – 300×100
Seet

Contadores solicitam agência da Receita Federal e da Jucetins no Bico do Papagaio

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
O encontro ocorreu em Palmas

A implantação de um posto de atendimento da Receita Federal e da Junta Comercial do Estado (Jucetins) no  Bico do Papagaio é uma reivindicação antiga de empresários e contadores da região. O assunto foi discutido mais uma vez em Palmas.

O vice-presidente da Associação dos Contabilistas do Bico do Papagaio (Ascobip) e conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade do Tocantins (CRC-TO), contador Leonardo Soares, e o presidente do CRC-TO, contador Sebastião Célio, estiveram numa reunião com o delegado da Receita Federal do Estado, José Márcio Bittes. Quem também esteve no encontro foi o presidente da Jucetins, contador Carlos Alberto Dias.

Durante a visita à capital tocantinense, o contador Leonardo protocolou um ofício da Ascobip solicitando um ponto de atendimento da Receita Federal e outro solicitando um escritório da Jucetins em Augustinópolis. O presidente do CRC-TO protocolou outro ofício em apoio e parceria a Associação dos Contabilistas.

O delegado da Receita Federal, José Márcio, demostrou total apoio ao projeto. “É de grande importância o pedido da associação, que tem demonstrado comprometimento com a classe contábil e empresários da região do Bico do Papagaio. Há anos a Receita Federal fez estudo sobre a viabilidade de uma unidade de atendimento na região, mas no momento não existe possibilidades para uma unidade por motivos de recursos financeiros e demais problemas que o Brasil vem enfrentando”, afirmou.

José Márcio também disse que a solicitação é de grande importância e que com o apoio da Ascobip e dos prefeitos da região um ponto de atendimento da Receita poderá ser implantado ainda este ano. Já o presidente da Jucetins, Carlos Alberto Dias, disse que depende de apoios para a instalação de um escritório da Junta Comercial em Augustinópolis.

Estou agradecido pelo trabalho dos contadores no Bico do Papagaio. Eles têm mostrado comprometimento e compromisso para buscar melhoras para a classe e para os empresários. Estamos concluindo o processo de implantação do Simplifica em algumas regiões e vocês têm nosso apoio para o escritório da Jucetins em Augustinópolis, mas dependemos de apoios do gestor da cidade, da Ascobip e demais entidades”, afirmou.

O vice-presidente da Ascobip reforçou a necessidade de um escritório da Jucetins na região e destacou que para resolver certos processos, os contadores precisam se deslocar aproximadamente 280 km até Araguaína, onde ficam as unidades mais próximas.

Será de suma importância termos o apoio desses órgãos em Augustinópolis, visto que é a cidade centralizada do Bico do Papagaio e compõe aproximadamente 26 cidades. O escritório vai permitir uma grande evolução e agilidade nos processos de abertura, legalização e demais atividades pertinentes para os contribuintes“, finalizou Leonardo Soares.

O presidente do CRC-TO também destacou o trabalho em conjunto. “Temos trabalhado sempre em conjunto com a Ascobip e nosso objetivo é de união em busca de melhores soluções para nossos contadores. Estamos à disposição para qualquer eventualidade e que todos tem nosso total apoio“, pontuou Sebastião Célio.

Comentários pelo Facebook: