Sobral – 300×100
Seet

SSP vai apurar conduta de policiais que ameaçaram advogado com metralhadora na cabeça

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Secretário garante providências contra policial que ameaçou advogado

A Secretaria de Segurança Pública do Tocantins (SSP) vai apurar a conduta de dois policiais civis que teriam ameaçado um advogado na cidade de Paranã, na semana passada. A garantia foi dada pelo secretário da pasta, Cesar Simoni, em reunião com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Tocantins, na quinta-feira (29).

A OAB afirmou que os policiais violou as prerrogativas funcionais do advogado Alexandre Cachoeira ao proferir xingamentos, ameaças com arma na cabeça e fazer revista sem nenhum motivo.

Participaram da reunião na SSP a vice-presidente da OAB-TO, Lucélia Sabino, e o procurador-adjunto de Prerrogativas, Jander Araújo. Também participaram do encontro o delegado-geral da Polícia Civil, Claudenir Luiz Ferreira, e o delegado-geral adjunto, Roger Knewitz.

Na reunião, Lucélia e Jander relataram os fatos da ação do policial contra o advogado. Além disso, entregaram cópia de ofício protocolado na Corregedoria da Polícia Civil. Para o secretário, não se pode tratar um profissional dessa forma e as providências serão tomadas imediatamente. “Aqui nós sempre vamos ser parceiros e não aceitaremos condutas ilegais”, ressaltou Simoni, que também pediu desculpas pelo ocorrido.

Veja a matéria sobre o caso.

Advogado teria sido ameaçado e xingado por policiais civis com arma na cabeça; OAB apura caso

Comentários pelo Facebook: