Sobral – 300×100
Seet

‘Danillo era um jovem talentoso que dava lições de ética’, diz presidente nacional da OAB

Redação AF -
Foto: Divulgação
Ato em defesa da advocacia promovido em Araguaína

Márcia Costa//AF Notícias

“A advocacia segue… A luta por justiça também! Somos Todos Danilo”. A frase estava estampada numa faixa durante o ato em defesa da advocacia que percorreu as principais ruas de Araguaína na tarde desta quinta-feira (31). O ato teve a presença do presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, do vice-presidente, Luís Claúdio da Silva, e tesoureiro da entidade.

Participaram também da manifestação inúmeros advogados e representantes das seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil da Região Norte do país, além do presidente da OAB Tocantins, Walter Offugi.

O ato começou em frente à sede da OAB prestando apoio e solidariedade à família do advogado Danillo Sandes, executado com dois tiros na nuca por se recusar a ocultar bens de um inventário que iria favorecer um dos herdeiros. O acusado de ser o mandante do crime é Robson Barbosa da Costa, preso em Marabá (PA) após 30 dias de investigação da Polícia Civil.

O presidente Nacional da OAB, Claudio Lamachia, afirmou que a advocacia não vai tolerar esse tipo de violência contra o Estado Democrático de Direito.  “Em nome de mais de um milhão de advogados brasileiros, estou juntamente com a direção do Conselho Federal da Ordem e vice-presidente para demonstrar que não toleramos jamais esse tipo de situação que estamos vivendo aqui. Nosso colega foi assassinado por força de seu exercício profissional e quando se tem uma agressão como essa, não se tem uma agressão aos advogados, mas ao Estado Democrático de Direito”, disse o presidente da OAB Nacional.

“Um jovem advogado talentoso que já no início da carreira dava lições de ética. E isto está precisando muito no Brasil, portanto, é momento de tristeza e luto, mas também momento da luta da advocacia e da sociedade para que possamos banir esse tipo de situação que estamos vendo”, finalizou.

Durante a manifestação, o presidente da OAB Tocantins, Walter Offugi, anunciou que vai nomear uma comissão especial de advogados para acompanhar as investigações do caso Danillo Sandes.

“A advocacia não pode se calar, estamos demonstrando que vamos continuar lutando pela defesa da cidadania. Danillo representava uma advocacia que a gente quer no Brasil, uma advocacia competente e responsável, uma advocacia ética. Nas próximas 48 horas nomearemos uma comissão especial capitaneada por advogados do estado do Tocantins, Araguaína e Conselho Federal para buscar tanto a reparação civil quanto a criminal. Não deixaremos essa violência sem a devida punição”, garantiu o presidente da OAB Tocantins, Walter Offugi.

Comentários pelo Facebook: