Seet
Sobral – 300×100

Delator afirma que pagou R$ 600 mil de propina a Eduardo Siqueira por suposto esquema no Detran

Agnaldo Araujo - | - 590 views
Foto: Divulgação
Deputado Eduardo Siqueira

Em delação premiada à Polícia Federal, Benedito Oliveira Neto, o “Bené”, contou que pagou propina para o deputado Eduardo Siqueira Campos (DEM-TO), em 2012, por um contrato para confeccionar cartilha para educação no trânsito. Na época, o governador do Estado do Tocantins era Siqueira Campos, pai de Eduardo. A denúncia foi feita pelo jornal Estadão, neste domingo (05/06).

A propina de R$ 600 mil teria sido entregue a dois funcionários do governo à época. R$ 450 mil teriam sido divididos entre o diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e o então secretário Eduardo Siqueira Campos.

Bené é investigado na Operação Acrônimo. Na mesma delação ele entregou esquema de corrupção do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel.

Outro lado

Em nota, a assessoria do deputado Eduardo Siqueira Campos afirmou que a operação teve início em 2014 e dela resultou encaminhamento ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas em nenhuma dessas fases ele foi intimado, nem mesmo como testemunha.

Disse também que já ocorreram indiciamento e pedido de investigação contra várias pessoas, mas nada contra o deputado. Afirmou ainda que o processo corre em segredo de justiça, sendo autorizado apenas às partes o acesso aos autos para que apresentem suas defesas. “O que não é o caso do deputado Eduardo Siqueira, que não é parte no processo, ou seja, não é acusado”, afirmou.

“A partir de então, ficam apenas duas certezas, a condenação, investigação sobre o nome do deputado ou indiciamento que não ocorreram nem na Policia Federal, nem no Ministério Publico Federal e nem no Superior Tribunal de Justiça”, finaliza a nota.

Comentários pelo Facebook: