Deputado Elenil sai em defesa de Dimas na briga contra Araguaína Park Shopping

Redação AF - | - 852 views
Foto: Koró Rocha
Deputado estadual Elenil da Penha

A simples renovação de um alvará de construção promete render uma batalha acirrada entre o prefeito Ronaldo Dimas e o empreendimento Araguaína Park Shopping. Ontem (22), o empresário responsável acusou o gestor de tentar impedir a retomada da obra com o intuito de privilegiar um Complexo Imobiliário que ele pretende implantar às margens da Via Lago.

De imediato, o assunto foi repercutido na Assembleia Legislativa do Tocantins, onde o deputado Elenil da Penha (PMDB) saiu em defesa do prefeito e fez duras críticas aos empreendimentos imobiliários lançados nos últimos anos na cidade, com alfinetadas indiretas ao Araguaína Park.

“Antes, algumas pessoas e até empresários de má-fé chegavam aqui, compravam um pedaço de terra, loteavam sem nenhuma infraestrutura, ludibriavam nosso povo com promessas de empreendimentos que nunca aconteceram, dizendo que shopping seria construído”, disparou Elenil.

Na visão do deputado, “isso mudou agora [com a gestão Dimas]”, citando como exemplo o Jardim dos Ipês.

“O Jardim dos Ipês, onde o deputado Jorge Frederico mora, lá a infraestrutura era praticamente zero. Hoje a empresa está sendo obrigada a fazer toda a infraestrutura, não só lá, mas em todos os loteamentos particulares, onde a prefeitura tem exigido a infraestrutura de acordo com a lei”, citou.

Elenil disse que é necessário “estancar essa sangria de pessoas que oferecem propostas mirabolantes, dizendo que vão construir isso ou aquilo”.

“Agora, depois que os araguainenses viram o conto do vigário em que caíram, vêm com novas promessas de empreendimentos tentando estancar a sangria da devolução de lotes. Continuam eles achando que somos abestalhados? Vão para as arábias. Aqui vocês não nos enganam mais!”, finalizou.

O deputado Jorge Frederico, morador do Jardim dos Ipês, fez coro às críticas contra os loteamentos. Havia a promessa de implantação do Shopping Nações nas proximidades da residência do parlamentar.

“Em Araguaína, aconteceu uma pouca vergonha, não sei nem se é estelionato. Lançaram empreendimentos, shoppings, apenas para vender lotes. Propagandas enganosas na televisão para vender mais lotes e estão sendo obrigados a cumprir. Isso é uma pouca vergonha”, disparou.

Contudo, o deputado também discordou de alguns pontos da gestão Dimas. “Discordo da parte em que a prefeitura recebe a tarifa de lixo, recebe o IPTU, mas não recebe o loteamento. Mas deixo o meu cumprimento pelas exigências que a Prefeitura tem feito”, finalizou.

ENTENDA

Ainda no mês de junho de 2017, a empresa Saudibras Incorporadora solicitou à prefeitura a renovação do alvará de construção para retomar as obras em abril do próximo ano, após o fim do período chuvoso. Antes, o empreendimento pertencia ao Grupo Skipton, do prefeito de Palmas e pré-candidato a governador, Carlos Amastha.

A Saudibras alega que a paralisação das obras ocorreu devido à crise que o Brasil vem passando desde 2014 e também à troca de gestão do empreendimento.

Comentários pelo Facebook: