Seet
Sobral – 300×100

Deputado que tatuou Temer e pediu nudes na Câmara é acusado de assédio sexual

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
O deputado já tatuou Temer no ombro e pediu nudes pelo celular dentro da Câmara

Após ganhar destaque por tatuar o nome do presidente Michel Temer (PMDB) no ombro direito e ser flagrado pedindo nudes pelo WhatsApp, o deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) está envolvido em mais um caso polêmico. O partido PSB afirmou que o deputado cometeu abuso sexual contra uma jornalista da Rádio CNB durante uma conversa. Diante disso, a sigla apresentou uma representação no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar, nesta quarta-feira (09).

A representação ao conselho não pede uma punição específica ao parlamentar paraense. Mas a definição caberá ao relator do caso no Conselho de Ética. A punição pode variar de uma advertência até a perda do mandato.

O suposto abuso teria ocorrido na noite da última terça-feira em uma conversa com jornalistas em frente a um prédio, momento em que a repórter Basilia Rodrigues, da rádio CBN, pediu que Wladimir Costa mostrasse a suposta tatuagem feita em homenagem ao presidente da República. O deputado respondeu que para ela mostraria só se fosse o corpo inteiro.

O deputado paraense comentou o caso nas redes sociais e disse que ninguém acreditaria em assédio sexual contra a repórter da CBN, pois em sua visão, ela “foge totalmente dos padrões estéticos que, supostamente, despertariam algum tipo de desejo em alguém”.

Veja mais

Deputado do Pará tatua nome de Michel Temer no ombro e afirma: ‘sou admirador nato’

Deputado que tatuou Temer é flagrado pedindo foto da bunda de garota durante sessão

Comentários pelo Facebook: