Seet
Sobral – 300×100

Deputados quebram urnas da comissão de impeachment durante confusão

Redação AF -
URnas

URnas

Minutos após a abertura da sessão em que os deputados iriam escolher os integrantes da comissão do impeachment da presidente Dilma Rousseff, uma confusão tomou conta do plenário da Câmara nesta terça-feira (8). A votação para a escolha dos deputados da comissão, porém, prossegue mesmo após a confusão.

Três das 14 cabines de votação foram quebradas, supostamente, por parlamentares do PT e do PCdoB. O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou que dois deputados foram responsáveis pela quebra de duas urnas.

— O pessoal do PT foi obstruindo fisicamente e o Afonso Florence quebrou pelo menos duas máquinas, mas isso está filmado. Muita gente registrou. O Afonso Florence quebrou ao menos duas urnas. O Daniel Almeida [PCdoB-BA] também quebrou.

Leia mais notícias de Brasil e Política

O presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), suspendeu a sessão e garantiu que os trabalhos irão continuar.

— Nós vamos terminar a votação nem que fique aqui até 5 da manhã. Vamos ficar aqui o tempo que for necessário.

Cunha também suspendeu o áudio da TV Câmara até que o tumulto se dissipasse. Houve discussão entre oposição e base aliada do governo. O presidente da Câmara saiu da Mesa Diretora para intervir na confusão.

Comentários pelo Facebook: