Seet
Sobral – 300×100

Dezenas de outdoors são fixados no Tocantins com parlamentares que não apoiam o impeachment

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Outdoors são colados em várias cidades do Tocantins.

O processo de impeachment da presidente Dilma está rendendo acalorados debates no Tocantins, principalmente pelo fato de que alguns parlamentares ainda não manifestaram sua posição, se contra ou favorável. Para pressionar, o Movimento Brasil Livre (MBL) — uma das entidades responsável pelos manifestos contra a corrupção no Brasil —, distribuiu 70 outdoors pelo Estado com a foto dos parlamentares que se dizem contra ou indecisos em relação ao impeachment.

Em Araguaína, já houve inclusive ataques aos outdoors. Neles estão os nomes dos deputados Vicentinho Junior (PR), Irajá Abreu (PSD) e Vicentinho Alves (PR), todos como indecisos, contudo, Vicentinho disse na semana passada que ele e o filho decidiram votar contra o impeachment.. Como contrários, já declarados, estão o senador Donizeti Nogueira (PT) e Lázaro Botelho (PP).

No entanto, a foto e o nome do deputado federal Lázaro Botelho (PP)  foram apagados com tinta nos outdoors fixados em vários pontos de Araguaína.

Segundo o Movimento Brasil Livre, os outdoors foram colocadas nas nove maiores cidades do Tocantins, e são apenas a primeira ação para pressionar a bancada federal a apoiar o impeachment. Outras ações previstas são campanhas nas redes sociais e até o enterro simbólico da carreira política de cada congressista que ficar contra o afastamento de Dilma.

Comentários pelo Facebook: