Sobral – 300×100
Seet

Dimas busca apoio de lideranças da região norte em pré-campanha ao Governo do Estado

Agnaldo Araujo - |
Foto: Joselita Matos
Ronaldo Dimas durante palestra

Ouvir as principais demandas dos municípios e mostrar a transformação que Araguaína passou nos últimos cinco anos. Esses são os principais objetivos das visitas do pré-candidato ao Governo do Tocantins, Ronaldo Dimas (PR), nesse mês de janeiro. Nesta quarta-feira (10), mais duas cidades foram visitadas: Carmolândia e Aragominas, na região norte do Estado.

Em Carmolândia, o prefeito Neurivan Rodrigues de Sousa (PMN), vereadores e secretários receberam o pré-candidato numa reunião na Câmara Municipal. Durante o encontro, Dimas falou sobre os avanços e investimentos feitos em Araguaína na sua gestão com a intenção de mostrar que também é possível mudar a realidade do Estado. “Tem que ter gestão para resultado. O meu partido é o PR, o partido da política de resultados”, destacou.

Ronaldo Dimas falou ainda sobre a importância de interligar a zona rural dos municípios do interior, pois a economia dessas cidades está baseada no campo. “Não é criar mais uma rodovia estadual, é pavimentar as estradas vicinais que são importantes para a economia desses municípios”, afirmou.

Durante o encontro, o pré-candidato também respondeu as perguntas feitas pelo público presente. Uma delas foi referente à geração de emprego e renda para os municípios de pequeno porte. “Tem que preparar a cidade, cuidar dela para assim atrair investimentos. O poder público tem que oferecer condições adequadas para promover o desenvolvimento”, explicou Dimas.

Aragominas

Na segunda cidade visitada, Dimas conversou com os moradores e participou de um encontro à noite, que contou com a presença da prefeita Eliete Alves de Melo (PP), do vice-prefeito Antônio Libânio (PT), vereadores e demais pessoas da comunidade. Na reunião, a prefeita Eliete comentou que o Tocantins precisa de um governo que olhe para os municípios, que seja municipalista.

Nesse sentido, Dimas comentou que é possível destinar 2% do Orçamento do Estado aos municípios e que o governo estadual deve respeitar os repasses obrigatórios, pois os municípios pequenos sobrevivem basicamente dessas verbas.

Para o prefeito, é necessário o Estado definir um valor para investimentos com recursos próprios e respeitá-lo. A partir desse valor, que inicialmente seria na ordem de R$ 200 milhões, se definiria o resto das despesas. “Temos que inverter a lógica. O investimento tem que ser prioritário”, ressaltou.

Nas duas cidades, o pré-candidato foi acompanhado pelo deputado Elenil da Penha (MDB), pelos vereadores araguainenses Geraldo Silva (MDB), Gilmar da Auto Escola (PSC), Israel da Terezona (PDT) e Gipão (PR).

Comentários pelo Facebook: