Distrito de Luzimangues quer emancipação política e administrativa ainda em 2018

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Moradores do Distrito de Luzimangues em reunião

Márcia Costa//AF Notícias 

Os moradores do Distrito de Luzimangues, município de Porto Nacional, estão com a expectativa de que a emancipação política e administrativa se concretize ainda este ano. O processo tramita na Câmara Federal.

Caso seja emancipado, Luzimangues deixará a condição de distrito de Porto Nacional e passará a ser Município, com Prefeitura e Câmara próprias, além de orçamento anual. Ele seria o 140º município do Tocantins.

O deputado federal tocantinense Carlos Gaguim é o relator da proposta na Comissão de Emancipação dos Novos Municípios do Brasil, na Câmara dos Deputados. Na última visita ao Distrito, em 2017, o parlamentar garantiu que Luzimangues seria emancipado ainda naquele ano. O deputado também ressaltou que o local atende os critérios estabelecidos pela legislação, como número de habitantes e arrecadação própria.

Em 2010, os moradores criaram a Associação de Luta pela Emancipação de Luzimangues (AscomLuz) para defender os interesses da comunidade. O distrito atualmente conta com cerca de 20 mil moradores e 5 mil eleitores cadastrados na localidade, segundo Simey Araújo, membro da associação.

O Projeto de Lei da Comissão Especial deve entrar em pauta no Senado ainda este ano e as reuniões das regiões que serão beneficiadas com a emancipação estão adiantadas”, afirmou.

Simey Araújo ainda ressaltou que a ajuda dos moradores é fundamental para aprovação da independência da comunidade. “É importante que os moradores transfiram os títulos eleitorais para o distrito, pois no Projeto de Lei que deve ser aprovado, o plebiscito precisa atender a quantidade máxima de eleitores. Queremos atingir o mais rápido possível 6 mil eleitores para aprovar o plebiscito. A emancipação política e administrativa será um grande acontecimento o qual esperamos que se torne realidade em breve”, finalizou.

Comentários pelo Facebook: