Seet
Sobral – 300×100

Dupla é presa ao receber encomenda com 15 kg de droga em microondas

Agnaldo Araujo - |
Foto: AF Notícias
A dupla recebia a droga em microondas em Araguaína

Dois suspeitos de tráfico de drogas foram presos pela Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC Norte), na tarde desta quarta-feira (31), na Rua 7 do Bairro São João, em Araguaína. No momento da prisão, Paulo Roberto Sousa da Silva, de 29 anos, e Weberson Azevedo Pereira, de 28 anos, recebiam a droga escondida em tabletes dentro de aparelhos micro-ondas, que vinham de Goiânia em um ônibus de turismo. A apreensão totalizou cerca de 15 kg.

As investigações da Deic, comandadas pelo delegado José Anchieta, começaram após a Polícia Militar encontrar 8 kg de maconha em um matagal às margens da TO-222, na semana passada, logo após uma camionete fugir da abordagem na Barreira do Batalhão Rodoviário do Povoado Barra da Grota. O veículo acabou sendo interceptado posteriormente e os ocupantes, dois homens e uma mulher, foram liberados por, aparentemente, não terem vínculo com as substâncias.

Após investigações, a Deic descobriu que a droga encontrada no matagal havia sido recebida por Weberson em Araguaína e repassada para os suspeitos que foram liberados. Em continuidade às investigações, os agentes descobriram que Weberson receberia um novo carregamento de drogas nesta quarta e o local da entrega passou a ser monitorado.

O suspeito foi preso quando estava saindo da empresa de turismo com a ‘encomenda’, aproximadamente 5 kg de maconha. Já na residência da dupla a polícia encontrou outros aparelhos que também eram utilizados no transporte de drogas, com 10 kg de maconha e 24 gramas de cocaína.

Conforme a Deic, os suspeitos recebiam as drogas de outros Estados e as repassavam em Araguaína. Os dois foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Paulo já tem duas passagens pela polícia por roubo, todas em 2009, e disse que foi apenas convidado pelo colega para ir à empresa de turismo.

Conforme o delegado, os investigados agiam de forma organizada, acondicionando as drogas no interior de aparelhos micro-ondas, embaladas em caixas de papelão, visando dissimular a fiscalização policial.

Comentários pelo Facebook: