Sobral – 300×100
Seet

Duplicação da TO-222 não terá iluminação, segurança e ciclovia sem os R$ 86 milhões

Redação - |
Foto: Ilustrativa
TO-222.

Com argumentos técnicos, a Agência Tocantinense de Transportes (Ageto) provou, hoje (12) que sem os R$ 45 milhões, o trecho de 13 km da TO-222, que liga Araguaína ao Distrito Novo Horizonte, ficará sem segurança, ciclovia, serviço urbanístico e iluminação pública. Conforme uma nota emitida pela Agência, R$ 41 milhões não é suficiente para executar uma obra de qualidade.

Este e outros motivos são apresentados pelo órgão para justificar a necessidade de R$ 86,5 milhões para a duplicação. Conforme a Agência, para o atendimento da demanda de tráfego a ser gerada, foram considerados na obra os serviços de terraplenagem, pavimentação asfáltica, drenagem, projeto urbanístico incluindo ciclovia, sinalização horizontal e vertical, paisagismo e iluminação pública.

A Agência já considera o aumento de tráfego na região, que hoje corresponde a quatro mil carros/dia. Isso porque a construção da ponte da ponte sob o Rio Araguaia fará com que os condutores trafeguem na TO-164/TO-222, abandonando a BR-230. Segundo a Ageto, isso reforça ainda mais a necessidade de duplicação.

Além de todos estes pontos elencados pela Agência, está também a “suma importância que a obra terá para a intermodalidade dos modais rodoviário, ferroviário e hidroviário do Estado bem como o escoamento da produção”.

VOTAÇÃO

Está prevista para hoje a sessão que vota empréstimo solicitado pelo governo para a obra. Com os R$ 86,5 milhões em pauta, populares, vereadores e representantes de entidades araguainenses viajaram para Palmas afim de pressionar os deputados a reverterem o corte de R$ 45 milhões na verba de Araguaína.

O AF Notícias acompanha a votação. Continue conosco e fique informado.

Comentários pelo Facebook: