Sobral – 300×100
Seet

Eduardo Siqueira cita ‘pedaladas’ e diz que Marcelo Miranda já poderia ter sofrido impeachment

Agnaldo Araujo - |
Foto: Isis Oliveira/AL
Deputado Eduardo Siqueira Campos

Os deputados estaduais voltaram a criticar a postura do governador do Tocantins Marcelo Miranda (PMDB) em relação aos servidores estaduais em greve, na manhã desta terça-feira (30/08). Entre eles, o parlamentar Eduardo Siqueira Campos (DEM) que afirmou que Miranda pratica “pedaladas” com os recursos dos servidores.

De acordo com Eduardo, ao não repassar os consignados aos bancos e suspender por decreto direitos adquiridos, Marcelo Miranda descumpre a lei e não tem condições de permanecer no cargo. O deputado disse que, diante de tantas irregularidades, o governador já poderia ter sofrido impeachment, a exemplo do que ocorreu com a presidente Dilma Rousseff (PT).

Em relação à manifestação de pacientes do Hospital Geral de Palmas (HGP), na última segunda-feira (29/08), Eduardo se disse surpreso já que nunca tinha visto “manifestação de doentes”. “Devido à gravidade nos hospitais, até isso aconteceu no Tocantins”, destacou. Segundo Eduardo, representantes do Governo deveriam se reunir com sindicalistas para resolver o impasse que prejudica toda a população.

Para o deputado Elenil da Penha (PMDB), o Executivo está preocupado com a situação e tem trabalhado para encontrar caminhos para resolver o impasse.

Luana Ribeiro

Já a deputada Luana Ribeiro (PDT) divulgou nota se solidarizando com os servidores em greve e com a população, “que já passa a sofrer com a falta do serviço público”.

“O governo, em crise, mantém benefícios enquanto a população agoniza nos hospitais por falta de saúde de qualidade e enquanto os servidores não recebem seus direitos. Isso é um absurdo”, destacou.

A deputada ainda afirmou que “recursos o governo tem. O que falta é gestão para administrar os recursos oriundos dos impostos pagos pelos cidadãos e das verbas repassadas pelo Governo Federal”. (Com informações AL)

Comentários pelo Facebook: