Sobral – 300×100
Seet

Elenil desafia Olyntho a apresentar nomes dos traidores de Araguaína: ‘quem assinou a emenda?’

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Deputado Olyntho Neto e Elenil da Penha discutiram sobre a duplicação da TO-222

Dois pedidos de empréstimos do Governo do Estado devem entrar em votação no plenário da Assembleia Legislativa do Tocantins na próxima terça-feira (12). Um deles no valor de R$ 453 milhões junto à Caixa Econômica Federal e outro de R$ 130 milhões para construção da ponte de Porto Nacional.

Também entrará em votação o destaque assinado por sete deputados estaduais que pede a manutenção dos R$ 86,5 milhões de Araguaína, dinheiro que será destinado à duplicação da rodovia TO-222.

Parte desse montante (R$ 45 milhões) foi retirado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que é presidida pelo deputado Olyntho Neto.

Já os sete parlamentares que estão a favor dos R$ 86 milhões são: Elenil da Penha, Jorge Frederico, Valderez, Paulo Mourão, Valdemar Júnior, Amélio Cayres e Nilton Franco.

Caso o pedido desses deputados seja rejeitado em plenário, Araguaína ficará apenas com R$ 41 milhões para executar a duplicação da rodovia, verba insuficiente.

Para Elenil, a votação em plenário vai “separar o joio do trigo”, ou seja, “mostrará aos araguainenses quem é a favor da duplicação da TO-222 e quem é contra”.

Elenil também defende transparência em relação aos nomes dos deputados que assinaram a emenda modificativa reduzindo a verba de Araguaína em R$ 45 milhões.

“Cadê os nomes de quem assinou essa emenda modificativa? Por que o documento sumiu? Esses nomes vão ter que aparecer. Na terça-feira nós vamos saber”, afirmou.

Em um programa de TV local, Olyntho disse que sua preferência é a construção do Hospital Geral de Araguaína ao invés da duplicação da TO-222. Para Elenil, esse argumento é “contraditório”.

“Se a preferência é o HGA, por que os R$ 45 milhões não foram remanejados para ele? Preferiram tirar de Araguaína”, questionou Elenil.

Comentários pelo Facebook: