Em Brasília, Carlesse articula liberação de R$ 95,5 milhões para saúde do Tocantins

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Visita de Carlesse em Brasília

O governador interino Mauro Carlesse (PHS) cumpriu uma série de compromissos em Brasília, nessa quarta-feira (13), acompanhado de deputados federais e secretários de Estado. Pela manhã, ele esteve no Ministério da Saúde, Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e na Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, Carlesse tratou da liberação de recursos de emendas para o setor, sendo R$ 40 milhões para o custeio dos hospitais de média e alta complexidade e R$ 22 milhões para a atenção básica nos municípios.

O governador também deixou encaminhada no Ministério a liberação de R$ 25 milhões para a aquisição de ambulâncias aos 139 municípios tocantinenses, R$ 6 milhões para a aquisição de mamógrafos e mais R$ 2,5 milhões para reforma do Hospital de Colinas, cuja estadualização foi decretada pelo governador no final de abril. Carlesse também solicitou o aumento em R$ 60 milhões do teto anual para a área da saúde no Tocantins.

Na STN, o governador tratou dos empréstimos que o Tocantins pleiteia junto à Caixa Econômica Federal. Carlesse conversou com o secretário da pasta, Mansueto Almeida, e pediu agilidade na liberação de financiamentos da ordem de R$ 600 milhões para infraestrutura urbana, construção de hospitais e de outras obras importantes para o Tocantins, como a ponte de Porto Nacional.

O secretário fez o compromisso de acelerar os trâmites na STN para, em breve, assinarmos os contratos e iniciarmos as obras tão necessárias para o Tocantins”, disse Carlesse ao sair da audiência.

Na Fundação Nacional de Saúde, o governador foi recebido pelo presidente Rodrigo Sergio Dias. Carlesse solicitou prioridade ao projeto de construção de 90 poços artesianos em municípios que sofrem com a seca no Tocantins.

Acompanharam o governador nas audiências os deputados federais Lázaro Botelho, Dorinha Seabra e Carlos Gaguim, além dos secretários da Saúde, Renato Jaime; da Fazenda, Sandro Henrique; da Cidadania e Justiça, Heber Luís Fidelis; e o superintendente de Planejamento e Desenvolvimento, Sergislei de Moura.

Foto: Divulgação
Carlesse durante audiência em Brasília

Comentários pelo Facebook: