Empresa de Araguaína pagou R$ 4,3 milhões de propina a médicos, aponta relatório da PF

Quebra de sigilo bancário da empresa Cardiomed Comércio de Produtos Médicos e Hospitalares, sediada em Araguaína, mostra o pagamento de mais de R$ 4,3 milhões a vários médicos citados no esquema de fraudes em licitações na saúde do Tocantins, investigado pela Operação Marcapasso. Segundo a Polícia Federal, os dados já estão consolidados e referem-se a … Continue lendo Empresa de Araguaína pagou R$ 4,3 milhões de propina a médicos, aponta relatório da PF