Sobral – 300×100
Seet

Enfermagem do Tocantins ameaça deflagrar nova greve caso Governo não apresente proposta

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Os servidores da enfermagem cobram pagamento de vários retroativos

Os profissionais da enfermagem no Tocantins podem entrar de greve novamente caso o Governo do Estado não apresente uma proposta referente ao pagamento dos retroativos de insalubridade, adicional noturno e progressão no prazo de sete dias.

Uma assembleia foi convocada pelo Sindicato dos Profissionais da Enfermagem no Estado do Tocantins (SEET) que deliberou sobre o andamento das negociações com o governo. O encontro ocorreu na tarde da última terça-feira (10/05).

Durante a assembleia os profissionais deliberaram que a entidade estaria notificando o governo na última quarta-feira (11/05), dando um prazo de sete dias, contados a partir da data da notificação, para os gestores apresentarem uma proposta de pagamento dos retroativos.

Após o encerramento deste prazo, caso nenhuma proposta seja apresentada, os profissionais deliberam por uma paralisação de 24 horas em todas as unidades de saúde administrada pelo Governo do Estado, bem como a convocação de uma assembleia geral para definir o retorno da greve por tempo indeterminado.

Cumprindo os prazos estabelecidos em assembleia, a entidade notificou o Governador, Marcelo Miranda, a Secretaria de Administração, Secretaria da Fazenda, Secretaria da Saúde, Ministério Público e Defensoria Pública, na tarde da última quarta, 11.

Para o Presidente do SEET, a deliberação da categoria é um reflexo da falta de compromisso do Governo do Estado com os profissionais. “Os profissionais estão desde o dia 15 de abril, prazo estabelecido pelo governo, esperando uma proposta dos gestores. Isso é uma falta de respeito e compromisso como profissionais”, desabafou o presidente.

Comentários pelo Facebook: