Seet
Sobral – 300×100

‘Era o seu melhor momento depois da doença’, diz madrinha do pequeno Nicolas

Agnaldo Araujo - | - 936 views
Foto: Divulgação/redes sociais
A madrinha do menino viajou junto com ele ao Paraguai

Agnaldo Araujo//AF Notícias

Era o seu melhor momento depois da doença”, disse Renata Cardozo, madrinha do pequeno Nicolas Cardoso Leal que faleceu após iniciar um tratamento com células-tronco no Paraguai. Ela viajou com o menino e estava acompanhando a recuperação da criança.

Nicolas morreu nesta quarta-feira (23), em Araguaína. Ele já tinha voltado da primeira etapa do tratamento. O retorno seria em dezembro desse ano. O menino já estava conseguindo movimentar algumas partes do corpo, o que antes não era possível.

A madrinha de Nicolas lamentou a morte do pequeno nas redes sociais. “Meu neném. Você já estava sorrindo, era seu melhor momento depois dessa doença. Não acredito meu Deus!”, lamentou.

Numa outra postagem, Renata disse que viveu os melhores momentos com ele. “Nicolas nos deixou. Deus me permitiu viver os melhores momentos com ele”, afirmou. Internautas também se solidarizam com a morte do menino.

Que pena, Renata. Pode ter certeza que ele vai ser eternamente grato pela dedicação que você teve por ele durante a sua passagem aqui na terra”, dizia um post direcionado à madrinha de Nicolas. “Meus sentimentos, esperava de todo o coração a melhora desse anjinho. O Reino de Deus agora conta com mais um anjo”, afirmou outro comentário.

O velório de Nicolas estava previsto para começar as 14 horas desta quarta-feira no Jardim das Paineiras, em Araguaína. O sepultamento está programado para ocorrer nesta quinta-feira (24), às 8h30.

Entenda

Nícolas era um menino normal até os dois anos de idade, quando teve ma encefalite viral e teve sequelas cerebrais graves. Ele perdeu todos os movimentos do corpo após a doença  De lá para cá, a família estava mobilizando as redes sociais e solicitando ajuda para conseguir realizar o tratamento do menino.

Leia mais…

Criança que necessitava de tratamento no exterior morre após iniciar recuperação

Criança de Araguaína viaja ao exterior para tratamento com células-tronco; família pede ajuda

Comentários pelo Facebook: