Sobral – 300×100
Seet

Erosões deixam ruas intrafegáveis e ameaçam engolir casas no Residencial Camargo em Araguaína

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Erosão próxima às casas dos moradores no Residencial Camargo

Após não obter resposta da Prefeitura de Araguaína, moradores do Residencial Camargo II recorreram ao Ministério Público Estadual (MPE) para denunciar a precariedade do bairro. A reclamação contém 42 páginas mostrando o descaso e acompanha um abaixo assinado de 66 moradores que estão sendo afetados.

Além dos problemas decorrentes da falta de iluminação pública e coleta de lixo, algumas ruas estão intrafegáveis por causa de erosões. Segundo os moradores, a Prefeitura alega que o residencial não é de sua responsabilidade e, por isso, não pode usar dinheiro público em benefício particular. Mas eles contestam a afirmação, já que o loteamento teve autorização do Poder Público.

A Defesa Civil foi acionada três vezes e, depois de ir ao local, teria interditado algumas ruas, a exemplo da rua Sebastiana esquina com a rua das Flores, que dá acesso ao setor Itaipú e Avenida Filadélfia. Uma enorme erosão no local já ameaça o fornecimento de energia elétrica e casas de moradores.

Segundo relatos, a erosão é tão grande que atinge uma praça na distância de um quarteirão, e desce para uma área de preservação permanente. Um poste chegou a ser retirado porque estava em risco de cair.

“Já tem um mês que a ponta da erosão apareceu na rua e acionamos a Defesa Civil e o secretário de Obras, porém nada foi feito. O setor tem sido esconderijo de bandidos. De vez em quando são encontradas bolsas roubadas e objetos criminosos”, disse um morador.

Na mesma rua da erosão existem 15 postes, mas todos estão sem lâmpadas. Segundo a reclamação, a prefeitura teria orientado os moradores a comprar as lâmpadas e fazer a substituição por conta própria, embora todos paguem a contribuição de iluminação pública.

Em relação ao lixo acumulado nas residências e em lotes baldios, os moradores contam que o caminhão de coleta não consegue passar nas ruas por causa de erosões e buracos. Na última segunda-feira (20), um caminhão até que tentou, mas ficou atolado.

Foto: Divulgação
Ruas estão intrafegáveis
Foto: Divulgação
Caminhão ficou atolado em frente as casas dos moradores

Comentários pelo Facebook: