Sobral – 300×100
Seet

Ex-deputado Júnior Coimbra recebeu R$ 1,2 milhão de propina da Odebrecht

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
O ex-deputado teria recebido R$ 1,2 milhão via caixa dois em 2014

Júnior Coimbra, ou “Acadêmico”, recebeu R$ 1,2 milhão da Odebrecht, via caixa dois, quando ainda era deputado federal pelo Tocantins, em 2014, ano de eleições estaduais. A afirmação é do o ex-diretor superintendente da Odebrecht Ambiental/Saneatins no Estado, Mário Amaro da Silveira, em delação premiada aos procuradores da Operação Lava Jato.

O dinheiro teria sido repassado a pedido do então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Na época, Coimbra era presidente do diretório do PMDB no Tocantins.

Mário Amaro afirmou que R$ 300 mil foram repassados para Coimbra em janeiro de 2014. O segundo repasse, no valor de R$ 900 mil, foi realizado em duas parcelas, já no mês de março do mesmo ano, segundo o delator.

Conforme Mário Amaro, ele foi procurado pelo então presidente da Odebrecht Ambiental, Fernando Reis. No encontro, Fernando teria dito que tinha um pedido para atender que vinha de Cunha, que era um apoio ao diretório regional do PMDB. A ordem foi para Mário procurar Coimbra para acertar os detalhes do repasse.

“Marquei, então, um encontro com Júnior Coimbra na sede da Saneatins, em Palmas, e lhe disse que tinha passado essa incumbência de viabilizar um apoio de R$ 300 mil”, disse.

Assim que Mário Amaro teve a informação de que o dinheiro estava disponível, ele teve uma nova reunião com Coimbra, na sede da Saneatins. “Passei para ele a data e o local e a senha e esse valor foi saldado de uma parcela só. Para esse programa o codinome foi ‘Acadêmico’”, afirmou.

Comando do PMDB no Estado

O ex-diretor da Odebrecht Ambiental/Saneatins no Tocantins ainda afirmou que Júnior Coimbra era presidente do diretório do PMDB de forma contestável. “Júnior Coimbra era presidente do PMDB em uma condição muito contestada, inclusive em uma posição contrária ao Marcelo Miranda, que acabou sendo eleito governador”, disse.

Veja o vídeo

Comentários pelo Facebook: