Sobral – 300×100
Seet

Ex-ministro diz que recursos para asfalto só foram possíveis devido a articulação de Lázaro Botelho

Agnaldo Araujo -
Foto: Assessoria
Da esquerda para direita: Valderez Castelo Branco, Aguinaldo Ribeiro e Lázaro Botelho

O ex-ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), afirmou que a verba para destinação de recursos para o asfaltamento em Araguaína (TO) e para a construção de mais de 6 mil casas só foi possível com articulação do deputado federal Lázaro Botelho. Ele fez a declaração durante o programa eleitoral da candidata a prefeita de Araguaína Valderez Castelo Branco (PP).

“Tenho a satisfação de me dirigir a vocês para registrar o trabalho que o deputado Lázaro Botelho tem feito aqui em Brasília, desde os tempos em que fui ministro das cidades e que, com ele, pudemos ajudar a cidade com vários recursos. Dentre eles R$ 44 milhões para o asfaltamento de ruas, calçamentos e infraestrutura na área urbana”, disse o ex-ministro.

Em relação a verbas para casas populares em Araguaína, Aguinaldo Ribeiro declarou: “Mais de 6 mil casas que levamos e que tive inclusive a oportunidade de estar no meu último ato público como ministro, entregando em Araguaína algumas delas ao lado do deputado Lázaro Botelho”, completou.

Sobre a verba para asfalto, Aguinaldo se referiu ao recurso do Governo Federal obtido por meio de empréstimo da Caixa Econômica Federal para o Governo do Estado, com prazo de 20 anos para o seu pagamento e com contrapartida do Estado do Tocantins. O contrato é o de nº 0399. 548 – 33/13 e não tem participação do município.

Após as declarações do ex-ministro, Valderez reforçou, assim que eleita, o seu compromisso de dar continuidade nas obras que estão em andamento. “Mas também buscarei parcerias, porque muitas ruas e bairros de Araguaína ainda precisam ser asfaltados”, ressaltou.

Dimas contesta

A informação foi contestada pelo candidato Ronaldo Dimas durante inauguração do Comitê Central, na manhã do último sábado (03/09). Segundo o gestor, a notícia é falsa, pois o projeto foi elaborado por ele mesmo quando era secretário estadual das Cidades e Desenvolvimento Urbano, na gestão do ex-governador Siqueira Campos.

Agora, além dos ataques, estão fazendo até ‘invencionismos’ de recursos. Nunca moveram uma palha para poder fazer, agora querem ser possuidores de recursos. Ontem disseram que os R$ 45 milhões para urbanização de setores foram viabilizados por eles. A notícia é tão falsa que nem sabem o valor, que é de R$ 230 milhões. Sabem quem fez esse projeto? Vocês estão olhando para ele”, afirmou Dimas, explicando que o recurso foi obtido por ele ainda quando secretário.

Comentários pelo Facebook: