Sobral – 300×100
Seet

Ex-presidente da Câmara de Xambioá recebia salário acima do permitido

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Câmara Municipal de Xambioá

O Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE) julgou irregular a prestação de contas do ex-presidente da Câmara de Xambioá (TO), no norte do Estado, referente ao exercício de 2014, pois o seu salário estava acima do permitido.

A decisão foi publicado no Boletim Oficial do TCE nº 1746, de quarta-feira (30/11). De acordo com a decisão, houve divergência entre o limite legal e o valor efetivamente pago para subsídio do vereador e ex-presidente Eumar Duailibe Barbosa.

O limite permitido é de R$ 6.012,70, mas o valor efetivamente pago foi de R$ 6.142, 50, gerando uma diferença de R$ 1.557,60 durante o exercício.

O então presidente foi multado em R$ 1.557,60, valor referente à diferença da remuneração indevida.

Comentários pelo Facebook: