FAET e SENAR debatem cadeia produtiva do leite com mais de 300 produtores no Tocantins

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Senadora Kátia Abreu no encontro

Mais de 300 produtores rurais do município de Gurupi e região participaram do seminário sobre bovinocultura de leite. O encontro foi realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com o Instituto Federal do Tocantins (IFTO).

Com o objetivo de despertar nos produtores as potencialidades do leite no Estado, o evento contou com a participação da presidente da Faet/Senar, senadora Kátia Abreu, que fez uma palestra com o tema ‘a maior e mais nova fronteira agrícola do Brasil (Matopiba).

Também participou o zootecnista Cristiano Nassif, mestre em produção de ruminantes. Ele fez a palestra ‘gestão eficiente de propriedades leiteiras; o engenheiro agrônomo Duarte Vilela, pesquisador da Embrapa, falou sobre ‘cenário e perspectivas da produção do leite’.

O palestrante Cristiano Nassif, mestre em produção de ruminantes, demonstrou em sua palestra a variação de produção nos Estados da região norte em 2015 e 2016, enfatizando a elevação da produtividade no Tocantins. Ele ressaltou que tal crescimento é fruto do trabalho de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), realizado pelo Senar ainda em 2013.

Kátia Abreu relembrou a realização do Programa Travessia Leite, executado pelo Senar em parceria com o Sebrae no período de 2013 a 2015, que ofertou consultorias tecnológicas e inovação para mais de 4 mil produtores rurais no Estado, principalmente na região Sul, Central e Bico do Papagaio.

O programa contou com a participação de 93 técnicos de campo, 6 supervisores e o investimento foi de mais de R$ 14 mil, fruto de parceria entre as duas instituições.

“Realizamos um trabalho árduo de persistência, muitos produtores resistiam em participar, mas nós tínhamos o dinheiro e eu queria conseguir fechar nossas metas. Com muita determinação, conseguimos superar as expectativas e fechar os resultados com 4 mil produtores assistidos neste projeto, e eu tenho certeza que estão aí os resultados dos nossos esforços”, afirmou Kátia Abreu.

Os produtores presentes no evento também tiveram a oportunidade de presenciar o depoimento do produtor de leite de São João da Paraúna Goiás, Éber Gomes Brandão, que foi pessoalmente contar sua historia de sucesso.

Ele explicou desde o início como fez para superar as dificuldades enfrentadas no dia a ia e hoje ter se tornado um produtor bem sucedido. “Iniciei produzindo 130 litros por dia e hoje estou produzindo 1.250 litros. Tudo isso é fruto de muito trabalho e dedicação. Sinto-me um produtor realizado, e venho mostrar para vocês que com muita coragem e garra conseguimos vencer os obstáculos e se tornar um grande produtor de sucesso”, comemorou.

Comentários pelo Facebook: