Falta de aparelho básico na UPA de Araguaína deixa criança sem diagnóstico médico

Agnaldo Araujo - | - 619 views
Foto: Divulgação
UPA do Setor Araguaína Sul

Márcia Costa//AF Notícias

O administrador Madson Pereira levou a filha de apenas dois meses à Unidade de Pronto Atendimento do setor Araguaína Sul, na última quinta-feira (02), mas a criança não foi atendida por falta de um aparelho básico chamado otoscópio.

A menina estava chorando e com dores no ouvido. Madson disse que foi obrigado a voltar para casa sem a avaliação médica.

O otoscópio é um instrumento que serve para avaliar a parte interna do ouvido e também a externa da orelha dos pacientes.

O administrador disse que enfrentou fila em busca do atendimento, mas a pediatra não fez a avaliação na criança por falta do aparelho. Segundo ele, a mesma situação já ocorreu outras vezes.

A médica só fez a consulta na primeira vez porque ela tinha o seu próprio otoscópio. Na primeira consulta, ela passou remédio para a infecção no ouvido. Passou alguns dias, minha filha voltou a chorar muito, procurei a UPA duas vezes e tivemos que voltar para casa sem consulta“, afirmou.

Segundo o pai, o otoscópio é um aparelho simples, usado diariamente, e que jamais poderia faltar na UPA.

Outro Lado

Em nota, o Instituto Saúde e Cidadania (Isac) esclareceu que o período que a UPA do Araguaína Sul ficou sem o otoscópio para os atendimentos médicos foi breve e aconteceu porque a unidade aguardava a chegada de novos equipamentos, o que aconteceu no último dia 2.

Assim que assumiu a gestão da UPA, Hospital Municipal de Araguaína e Ambulatório Municipal de Especialidades, o ISAC fez uma avaliação de todos os equipamentos disponíveis e condições de uso. Diversas manutenções foram feitas, mas alguns aparelhos precisaram ser trocados“, afirmou o instituto na nota.

A direção da UPA informou também que a falta do otoscópio não inviabiliza a consulta e o diagnóstico, uma vez que muitos médicos optam por usar equipamentos próprios. Em caso de necessidade, o paciente pode ser encaminhado para outra unidade de referência para realizar o exame.

Comentários pelo Facebook: