Sobral – 300×100
Seet

FIETO exclui candidatos Charles Pita, Mayst e Dona Ely do encontro em Araguaína; juiz diz que foi ‘deselegante’

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Dos 7 candidatos a prefeito de Araguaína, apenas 4 foram convidados a participar do encontro.

Três dos sete candidatos a prefeito de Araguaína (TO) foram preteridos no encontro promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Feito), que ocorreu nesta terça-feira (20/9) no auditório do Senai. Segundo os candidatos Charles Pita (PEN), Professor Mayst (Psol) e Dona Ely do Pró-Vida (Rede), eles chegaram a ser convidados oficialmente para o evento, mas depois receberam ligações desmarcando a participação.

O candidato Charles Pita ingressou com uma representação eleitoral contra a Federação para que fosse assegurada sua participação, mas o juiz Sérgio Aparecido Paio negou o pedido, justificando que a FIETO pode realizar reuniões com candidatos à sua livre escolha, na sua sede, com o único objetivo de esclarecer propostas que julguem mais interessantes à classe representada, sem que isso represente qualquer conduta vedada pela legislação.

A decisão lembra que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não garante espaço idêntico a todos os candidatos na mídia, mas sim tratamento proporcional à participação de cada um no cenário político.

Embora tenha negado o pedido, o juiz destacou que a FIETO agiu com “manifesta descortesia e deselegância ao desconvidar e, por consequência, cancelar a participação do candidato no evento”.

“Simplesmente numa ligação disseram que não tinha estrutura para suportar os sete candidatos”, disse Pita.

Charles Pita também entrou com representação contra a TV Anhanguera pelo mesmo motivo. A emissora está promovendo sabatina aos candidatos, que têm 12 minutos para responder às perguntas do jornalista Lucas Ferreira. O juiz também negou o pedido liminar.

Participaram do Encontro Político de Propostas para a Indústria os candidatos Olyntho Neto (PSDB), Ronaldo Dimas (PR), Paulo Roberto (PPS) e Valderez (PP), que são os quatro primeiros colocados nas pesquisas de intenção de votos.

A reportagem solicitou esclarecimento da FIETO, mas ainda não obteve resposta.

Comentários pelo Facebook: