Folha tem 136 assessores na Câmara de Palmas; ‘quem são e o que fazem’, indaga Geo

Redação AF -
Foto: Divulgação
Vereador Júnior Geo fez questionamentos na tribuna da Câmara

A presidência da Câmara Municipal de Palmas possui 136 servidores lotados na Mesa Diretora, número que é superior à quantidade de assessores da presidência da Assembleia Legislativa do Estado, que tem cerca de 106 servidores. O legislativo de Palmas é presidido pelo vereador Folha Filho.

O vereador professor Júnior Geo (PROS) usou a tribuna da Casa na manhã de quarta (2) para questionar o excessivo número de servidores. “Eu gostaria que o vereador Folha demonstrasse para mim onde se encontram os 136 assessores da mesa diretora, quem são e quais funções desempenham”, desafiou Geo.

Para o parlamentar, os cargos da Casa de Leis, que não são caracterizados como cargos de confiança, devem ser ocupados em maioria por servidores concursados.

“Nós não queremos que ocorra com a Câmara de vereadores, o descrédito político que se intensifica e ocorre no país inteiro. Não estou aqui para ser apontado na rua e ser questionado sobre o porquê de existir tantos assessores contratados na Câmara Municipal. Talvez seja por esse motivo que nós temos dificuldades em administrar essa Casa de Leis, em resolver problemas coletivos, como a falta de estrutura em alguns gabinetes”, destacou o parlamentar.

Na ocasião, o vereador ressaltou que o concurso realizado recentemente só contempla 44 vagas para provimento imediato na Câmara Municipal, enquanto o número de contratados atualmente é muito superior a este.

CPI PreviPalmas

Antes de finalizar a fala, Júnior Geo cobrou novamente ao presidente a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Instituto de Previdência de Palmas (PreviPalmas), cujo rombo pode chegar a R$ 50 milhões. A solicitação da CPI foi feita ainda em abril de 2017 e requerida novamente, como pedido urgência, na última semana.

Outro lado

A Câmara de Palmas afirmou em nota que o número de assessores divulgados pelo vereador Júnior Geo não condizem com a realidade. “Atualmente a mesa diretora é composta por cinco assessores e não por 136 como erroneamente divulgado”, disse.

Segundo a Câmara, os assessores são os seguintes: Assessor de Gabinete da Presidência, Assessor de Gabinete da Vice-Presidência, Assessor de Gabinete da 1ª Secretaria, Assessor de Gabinete da 2ª Secretaria e Assessor de Gabinete da 3ª Secretaria. As lotações constam no anexo II da resolução nº 185/2016, que dispõe sobre a estrutura da Câmara de Palmas, conforme a nota.

“A Casa esclarece ainda que a indicação para ocupação dos referidos cargos não cabe apenas à presidência, e sim aos demais membros que constituem a Mesa Diretora“, frisou.

Em relação às declarações do parlamentar sobre a ocupação dos cargos que não são de confiança, por maioria de efetivos, a Câmara ressaltou que essas áreas são dirigidas por servidores concursados.

VEJA MAIS….

PF investiga fundo que Amastha aplicou R$ 30 milhões dos servidores; projeto atraiu aventureiros

Farra de comissionados na Câmara de Palmas: MPE quer demissão de 279 servidores

Comentários pelo Facebook: