Sobral – 300×100
Seet

Fundadora da Pró-Vida lança pré-candidatura a prefeita de Araguaína; “estou na fila há 41 anos”, diz Dona Ely

Redação AF - |
FOto: Divulgação
Dona Ely, presidente e fundadora da Pró-Vida, com Rafael Boff, presidente da Rede Sustentabilidade no Tocantins.

Da Redação //AF Notícias

A Rede Sustentabilidade, partido da ex-senadora Marina Silva, lançará candidatura própria à Prefeitura de Araguaína (TO) nas eleições municipais de outubro.

A aposta do partido é no nome da fundadora e diretora geral da Pró-Vida, Elineide Góes Silva, conhecida popularmente como Dona Ely. A sigla já firmou compromisso no último dia 17 de fevereiro em reunião com membros do Diretório Estadual.

Em entrevista ao AF Notícias, Dona Ely disse ser uma pessoa que preza pela simplicidade e não compactua com o acúmulo de riquezas. “Sou simples, humilde e não tenho dinheiro. Entendo que caixão não tem reboque para levar a riqueza. Quando morremos não levamos nada, por isso não preciso acumular riquezas. Se eu tiver oportunidade Araguaína vai viver uma nova era”, declarou.

A pré-candidata mora em Araguaína há 42 anos e apontou a falta de qualidade de vida como um dos principais problemas da cidade. “Asfaltar e tapar buraco é obrigação. Mas que qualidade de vida o o povo de Araguaína tem? Nenhuma! Para ser considerada ruim ainda tinha que melhorar muito”, pontuou.

Na visão de Dona Ely, o poder público está “extorquindo e explorando” o ser humano. Para ela, a figura do prefeito não existe para ser servido, mas para servir.

Sua intenção é levar para a Prefeitura a experiência que adquiriu ao longo de vários anos na Pró-Vida. “Sou pré-candidata do grupo Pró-Vida. Não temos intenções de gastar milhões, pois o salário de prefeito é pequeno. Quem entra gastando milhões não consegue fechar a conta. Estamos levando transparência e resolutividade. É possível fazer um novo Brasil”, afirmou.

Questionada sobre sua relação com os gestores Ronaldo Dimas (prefeito) e Marcelo Miranda (governador), a pré-candidata foi categórica ao afirmar sua independência, mas amenizou as críticas. “Minha relação é zero. A rede é anticorrupção. Eles são bons e já deram sua contribuição, mas a Dona Ely também é boa. Estou na fila há 41 anos e a vez agora é minha”, declarou.

Dona Ely finalizou se mostrando muito confiante no sucesso da pré-candidatura. “Assim como Deus abriu o mar vermelho para o povo passar, Deus também vai abrir essa lama de corrupção para passarmos junto com o povo”, profetizou.

pró-vida

Comentários pelo Facebook: