Prefeito de Carmolândia assumirá gestão com dívida superior a R$ 5,1 milhões

Agnaldo Araujo - | - 877 views
Foto: Divulgação
A dívida da prefeitura é de mais de R$ 5,6 milhões

O próximo prefeito do Município de Carmolândia (TO), Neurivan Rodrigues de Sousa (PMN), vai assumir a prefeitura no dia 1° de janeiro com uma dívida milionária, deixada pelo atual gestor Sebastião de Gois Barros (PSD). Os credores são a Fazenda Nacional e o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Os débitos, acumulados entre os anos de 2013 e 2016, já estão sendo cobrados judicialmente.

Conforme consulta no site da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, o município tem dívida no total de R$ 5.116.547,87, apenas referente aos débitos previdenciários. Esses valores são descontados mensalmente do salário dos servidores e deveriam ser repassados ao INSS. Há um total de oito registros.

O Município também deve outros tributos ao Governo Federal. Há três registros: um no valor de 306.838,53; outro de R$ 115.281,81 e outro de 53.451,36, totalizando R$ 475.571,70. Somados, os débitos chegam a R$ 5,6 milhões.

As dívidas podem impedir o Município de receber transferências voluntárias do Governo Federal e firmar convênios para execução de obras públicas. Carmolândia tem menos de 3 mil habitantes e sobrevive principalmente dos repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Em 2013, a receita total do Município foi de apenas R$ 8,8 milhões, sendo que 97% foi proveniente de transferências públicas.

Neurivan Rodrigues foi eleito prefeito de Carmolândia para os próximos quatro anos com 53,17% dos votos. O atual prefeito, que entrega o cargo no dia 01 de janeiro de 2017, ficou em segundo lugar, com 46,83% dos votos.

dividas-carmolandia

Comentários pelo Facebook: