Gideon Soares solicita abertura de novo cemitério municipal em Araguaína

Agnaldo Araujo - | - 514 views
Foto: Divulgação
Vereador Gideon Soares, Valdirene Cesário e Helana Dias

Márcia Costa//AF Notícias

O vereador Gideon Soares (PRTB) aproveitou o recesso parlamentar para buscar esclarecimentos sobre a situação dos cemitérios de Araguaína.

Uma reunião foi realizada com a superintendente da Fundação de Atividade Municipal Comunitária (Funamc), Valdirene Cesário, e a técnica jurídica da Fundação, Helana Dias, na tarde de terça-feira (17).

O encontro ocorreu após vários pedidos de informações dos moradores a respeito dos processos judiciais envolvendo os cemitérios.

Atualmente, o único cemitério público legalizado em Araguaína é o São Lázaro, mas não há espaço para novos túmulos.

Outro cemitério que tem disponibilidade para enterros é o Jardim das Paineiras, mas é particular.

Conforme explicou a técnica jurídica Helana Dias, as pessoas que arriscam enterrar parentes nos cemitérios do Bairro de Fátima ou no Setor Barros podem enfrentar processos judiciais. É que o Ministério Público Estadual recomendou a suspensão dos enterros nas duas áreas.

“Seguimos a recomendação do MPE, pois os dois cemitérios são área de preservação ambiental, ou seja, são ilegais para esse tipo de atividade. O cemitério do Setor Monte Sinai é terra de espólio. Uma pessoa doou a terra para os moradores, mas não foi documentada. O proprietário já faleceu e a família quer a terra de volta”, explicou Helana Dias.

A superintendente da Funanc disse que há um cemitério no Distrito de Novo Horizonte, mas a prefeitura ainda não tem controle de todos os corpos enterrados no local.

“No Distrito de Novo Horizonte, assim como os demais cemitérios não legalizados, são os representantes de bairros que autorizam os enterros, o que não devia estar acontecendo, pois não temos um controle de quem são as pessoas que estão sendo enterradas. Estamos tentando fazer o levantamento minucioso para obter documentos, ter controle e saber de quem são os corpos que estão enterrados”, disse Valdirene Cesário.

O vereador Gideon Soares defendeu a abertura de um novo cemitério público. “A população precisa de um cemitério municipal e vamos cobrar isso na Câmara Municipal. Nem todos têm condições de enterrar seus familiares em cemitério particular, e os corpos não podem ser enterrados clandestinamente”, afirmou.

Família descobre interdição de cemitério na hora de sepultar ente querido em Araguaína

Cemitério do Monte Sinai funciona sem licença ambiental e Câmara pede construção de novo espaço

Comentários pelo Facebook: