Seet
Sobral – 300×100

Gleidy Braga entrega cargo na Secretaria da Cidadania e Justiça e coronel Glauber assumirá pasta

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Secretária entrou o cargo ao governador Marcelo Miranda.

A secretária de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Gleidy Braga entregou o cargo na tarde desta segunda-feira (20) em carta enviada ao governador Marcelo Miranda (PMDB). A informação foi confidenciada ao AF por uma fonte palaciana e já confirmada pela Secretaria de Comunicação (Secom).

Gleidy assumiu a pasta no início da atual gestão e vem enfrentando desgastes de natureza política e administrativa, em razão de problemas no sistema prisional do Tocantins.

Em seu lugar, assumirá interinamente o coronel Glauber de Oliveira Santos, atual Comandante Geral da Polícia Militar do Tocantins, por determinação do governador. O subcomandante responderá pela tropa até que o governador anuncie um novo nome.

Os atos de exoneração e nomeação estão publicados no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (30).

O governador agradeceu a dedicação e o comprometimento da ex-secretária ressaltando que ela “conduziu com responsabilidade a missão que lhe foi dada no âmbito da secretaria, especialmente no quesito do sistema prisional”.

Marcelo Miranda determinou ao novo responsável pela pasta que não haja descontinuidade de nenhuma das ações em curso, em todas as áreas de atuação da secretaria.

VAGA NA ASSEMBLEIA

Segundo apurado, a ex-secretária deve iniciar um trabalho político visando conquistar uma cadeira no Legislativo Estadual.

No último mês de setembro, o diretório tocantinense do Partido dos Trabalhadores (PT) já tinha decidido suspender os direitos partidários da secretária por permanecer na administração do governador Marcelo Miranda desrespeitando deliberação do congresso estadual da sigla. O partido saiu da base governista e todos os filiados deveriam entregar os cargos até junho.

Na época, a Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Tocantins (Assispen) classificou, em nota, a decisão do PT como ‘covarde perseguição’ e saiu em defesa de Gleidy Braga, pedindo sua manutenção à frente da Secretaria.

Comentários pelo Facebook: