Governador Carlesse autoriza reinício de mutirão que vai realizar 5.547 cirurgias

Redação AF - |
Foto: Lia Mara
Reunião com diretores de hospitais

Mais de 70 profissionais de saúde responsáveis pelo funcionamento dos 19 hospitais regionais do Tocantins estiveram reunidos com o governador Mauro Carlesse e o secretário da Saúde Renato Jayme, para tratar do programa ‘Opera Tocantins’.

A ação prevê a realização de 5.547 cirurgias eletivas no Estado, por meio de mutirões com a realização do primeiro ainda este mês. O investimento será de aproximadamente R$ 9 milhões, oriundos do Fundo Nacional de Saúde.

Na reunião, a equipe de superintendentes da Secretaria de Estado da Saúde (SES) apresentou um cronograma das ações internas organizacionais, para garantir um alinhamento entre os hospitais e os profissionais envolvidos.

“Este envolvimento de todos os hospitais, inclusive os municipais, é necessário para a execução do plano, temos que ter a disposição, além da lista de pacientes, a equipe multiprofissional que realizará os procedimentos, centros cirúrgicos, leitos de enfermarias e Unidades de Terapia Intensivas, exames prévios e atenção pré e pós-operatório”, destacou a superintendente de Planejamento do Sistema Único de Saúde (SUS), Luiza Regina.

O governador Mauro Carlesse informou que a dívida encontrada na saúde passa de R$ 138 milhões e que os recursos disponíveis são insuficientes.

“Nossas limitações financeiras e aquelas inerentes a esse período de interinidade são do conhecimento de todos, mas tenham certeza que a nossa vontade de fazer é maior. Nossa equipe está trabalhando muito e o Renato (secretário) tem toda a autonomia. Se a saúde até hoje não foi prioridade, no nosso governo ela passa a ser”, afirmou Carlesse.

Já na próxima semana a Secretaria de Saúde irá se reunir com todos os secretários municipais de saúde e prefeitos com o objetivo de fazer um pacto pela saúde. “É muito importante preparar um plano de ações para mudar o caótico quadro em que se encontra a saúde hoje. E isso só pode ser feito ouvindo quem está na ponta, como estamos fazendo hoje nessa reunião e também faremos nos encontros com os representantes dos municípios na próxima semana”.

Presente no encontro, o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Mário Benício, solicitou ao governador prioridade para saúde. “Parabéns governador pela disposição de estar aqui pessoalmente. Um ponto importante é que a que a Secretaria de Saúde tenha autonomia para gerir os recursos da pasta e assim dar agilidade aos processos”, destacou Benício.

Especialidades atendidas no Opera Tocantins

Ao todo, a fila de espera por cirurgias eletivas conta com 5.547 pessoas. A especialidade com maior demanda é a Geral, com 1.669 pacientes. Em seguida, Ortopedia (1.035); Pediatria (984); Ginecologia (714), Cabeça e Pescoço (529), Urologia (438), Vascular (87), Mastologia (37), Otorrino (28), Plástica (24); Oncologia e Outros (2).

Comentários pelo Facebook: